Posts Tagged ‘Wesley Sneijder’

Começa a fase de grupos da Liga dos Campeões!

15/09/2010

O Inter de Milão, atual campeão da Champions League, estreou com um empate fora de casa diante dos holandeses do Twente, 2 a 2, com gols de Sneijder e Eto’o. O técnico Rafa Benítez lançou os brasileiros Júlio César, Lúcio e Maicon como titulares, o jovem Philippe Coutinho entrou na etapa final. O empate não foi um resultado ruim, já que no outro jogo do grupo Werder Bremen e Tottenham também ficaram no 2 a 2.

O destaque de terça fica por conta da goleada do Barcelona, por 5 a 1, nos gregos do Panathinaikos, no Camp Nou, com direito a show do argentino Lionel Messi que marcou dois gols e ainda perdeu um pênalti. Nesta quarta, o badalado Real Madrid de José Mourinho recebe o Ajax e o Milan de Alexandre Pato, Thiago Silva, Ronaldinho Gaúcho e Robinho enfrenta o Auxerre.

Primeira Rodada da Liga dos Campeões:

14 de setembro de 2010

Twente 2 x 2 Inter de Milão
Werder Bremen 2 x 2 Tottenham
Lyon 1 x 0 Schalke 04
Benfica 2 x 1 Hapoel Tel-Aviv
Manchester United 0 x 0 Glasgow Rangers
Bursaspor 0 x 4 Valencia
Barcelona 5 x 1 Panathinaikos
Copenhague 1 x 0 Rubin Kazan

15 de setembro de 2010 [ATUALIZADO]

Bayern Munichen 2 x 0 Roma
Cluj 2 x 1 Basel
Zilina 1 x 4 Chelsea
Olympique Marsella 0 x 1 Spartak Moscow
Milan 2 x 0 Auxerre
Real Madrid 2 x 0 Ajax
Arsenal 6 x 0 Braga
Shakhtar Donetsk 1 x 0 Partizan Belgrado

Inter vence a Supercopa da Itália 2009/2010!

23/08/2010

No sábado, a Internazionale de Milão venceu, de virada, o Roma, por 3 a 1, e conquistou a Supercopa da Itália, o primeiro título da temporada 2010/2011 do futebol italiano. Esse é também o primeiro título do novo técnico da equipe, o espanhol Rafa Benítez que tem a difícil missão de substituir o português José Mourinho, agora no Real Madrid.

O título desse fim de semana dá sequência aos impressionantes resultados obtidos por Mourinho na temporada 2009/2010: campeão da Copa da Itália, do Campeonato Italiano e da Liga dos Campeões da Europa. Por outro lado, o Roma foi vice-campeão da Copa da Itália e segundo colocado no italiano, ou seja, o adversário perfeito a ser batido numa final pelo Inter de Milão: são três vices campeonatos em menos de um ano!

O espanhol Rafa Benítez adota o esquema tático da moda: 4-3-2-1

Após a decepção italiana na Copa do Mundo da África do Sul, os jogadores só pensam nos clubes e a nova formação do Internazionale, sob comando de Rafa Benítez, promete ser tão eficiente quanto a da temporada passada. Os destaques da conquista foram o zagueiro Lúcio, o meia Sneijder e o camaronês Samuel Eto’o que anotou dois gols na etapa final – Pandev, no primeiro tempo, empatou a partida. O novo treinador fez alterações no esquema tático, mas a liberdade de criação para Sneijder continua. O camisa 10 interista deu belo passe para Eto’o fazer 3 a 1 e enterrar uma possível reação do Roma.

O próximo desafio do Inter de Milão, ainda colhendo os frutos da excelente temporada passada, será encarar o Atlético de Madrid, campeão da Liga Europa 2009/2010, na disputa pela Supercopa Européia, nesta sexta, 27/08, em Mônaco, com transmissão da ESPN. O título é inédito para as duas equipes e o confronto promete ser de alto nível!

Samuel Eto'o x Diego Fórlan: quem vai levar a melhor nesta sexta?

Espanha conquista a XIX Copa do Mundo!

11/07/2010

A Copa do Mundo 2010 já seria especial por ser a primeira realizada no continente africano, na África do Sul do lendário Nelson Mandela, mas depois de 64 jogos, e muita emoção, ainda vimos surgir uma nova potência no cenário mundial: a Espanha conquistou com méritos o título de melhor seleção do planeta-bola e afastou de vez a fama de “seleção do quase”!

Vicente Del Bosque conseguiu reunir um grupo talentoso e disciplinado que fez da posse de bola uma virtude. A Espanha joga no campo de ataque, em espaço reduzido, com toques rápidos e objetivos, sem pressa e sufocando a adversário. Um futebol ágil, ofensivo e muito bonito de se ver.

Os espanhóis provaram que é possível jogar de forma atraente e mesmo assim ser campeão do mundo. Engraçado, acho que fomos nós, brasileiros, que fizemos isso em 58, 62, 70 e até mesmo em 2002.

Já estou com saudades do Soccer City! Foram 64 jogos e belas imagens!

O time do arrogante técnico Bert van Marwijk chegou até a grande final agradecendo aos erros de arbitragem, contando com as falhas dos adversários e com uma boa pitada de sorte. O árbitro inglês Howard Webb – que fez diversas lambanças nos jogos que apitou – parecia estar com más intenções e, se disparou cartões amarelos para os dois lados, deixou de expulsar De Jong que deu um chute de Kung-Fu em Xabi Alonso ainda no primeiro tempo.

Isso é futebol? Só Howard Webb não viu o lance como violento!

A sorte da Holanda não apareceu na decisão e quem brilhou foi o goleiro Casillas que operou dois milagres e impediu que Robben abrisse o placar no Soccer City. O goleiro do Real Madrid foi eleito o melhor da Copa do Mundo. Wesley Sneijder e David Villa passaram em branco na final e assim dividiram a artilharia do mundial com Thomas Müller e Diego Forlán, todos com cinco gols.

Milagre! Com o gol aberto, Robben toca e Casillas tira com o pé!

A arrogância holandesa não encontrou espaços em campo e perdeu o título para a elegância espanhola. A Holanda amarga o tri-vice campeonato do mundo, mas dessa vez ninguém irá chorar pelo belo futebol da laranja mecânica. Venceu o melhor, venceu o bom futebol, venceu o jogo ofensivo.

Goooooooooool da Espanha! Iniesta recebe na área e bate cruzado!

Os amantes do futebol-arte podem comemorar a vitória sobre o futebol de resultados, o futebol pragmático. E ainda resta um parágrafo de nostalgia: a Espanha foi campeã mundial jogando com um ponta!

Desde o início do jogo, Pedro atuou aberto pelos dois lados do campo, tentando deixar espaços para as investidas de Iniesta, Xavi e Sérgio Ramos. Jesus Navas entrou aos 15 minutos do segundo tempo e foi um verdadeiro ponta-esquerda que enlouqueceu a marcação holandesa na prorrogação. Viva a Espanha! Olé!

Diego Forlán ainda foi eleito o craque do mundial e ficou com a Bola de Ouro!

Diego Forlán foi eleito o Melhor Jogador da Copa do Mundo 2010!

Ficha técnica:

Holanda 0 X 1 Espanha

Holanda: Stekelenburg, Van der Wiel, Heitinga, Mathijsen e Van Bronckhorst (Braafheid); Van Bommel, De Jong (Van der Vaart) e Sneijder; Kuyt (Elia), Van Persie e Robben

Técnico: Bert van Marwijk

Espanha: Casillas, Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Capdevila; Xabi Alonso (Fabregas), Busquets, Xavi e Iniesta; Villa (Torres) e Pedro (Jesus Navas)

Técnico: Vicente del Bosque

Gol da Espanha: Iniesta, aos dez minutos do segundo tempo da prorrogação

Estádio: Soccer City, em Joanesburgo / Público: 84.490

Data/hora: 11/07/2010 – 15h30m (de Brasília)

Árbitro: Howard Webb (ING)

Auxiliares: Darren Cann (ING) e Michael Mullarkey (ING)

Cartão Amarelo: Van Persie, Van Bommel, De Jong, Van Bronckhorst, Heitinga, Robben, Van der Wiel, Mathijsen (HOL); Puyol, Sergio Ramos, Capdevila, Iniesta, Xavi (ESP)

Cartão Vermelho: Heitinga (HOL)

A Taça do Mundo é deles... até 2014!