Posts Tagged ‘Nova Iguaçu’

Notícias nada animadoras…

02/02/2012

A manutenção do elenco do ano passado poderia ser uma boa iniciativa da diretoria, mas a perda do lateral-esquerdo Cortês vendido para um clube brasileiro, e não por uma proposta irrecusável do futebol europeu, apenas deixou o torcedor com a pulga atrás da orelha. As contratações pontuais e cirúrgicas não aconteceram, os reforços ainda estão sendo analisados e a última informação divulgada fala da vinda de Fellype Gabriel… Como assim? Isso mesmo: Felype Gabriel… Aquele mesmo, magrinho, sem-sangue, framenguista e que nunca se firmou no futebol tupiniquim.

O elenco conta com Maicosuel, Elkeson, Andrezinho e Felipe Menezes para a função de meio-campo, mas quantos laterais mesmo? Apenas dois jogadores para a posição e a diretoria contrata um ex-framengo para compor o time. Precisamos de jogadores para suprir a carência da equipe e não de peso-morto. Espero reler essas linhas no fim de ano e ver como fui injusto com o Felype Gabriel, o autor do gol do título da Copa Sul-Americana… enquanto o futuro não chega ficamos com o presente.

Não é jogo para ele! Loco tentou, mas não conseguiu balançar as redes.

Não adianta reclamar do gramado, do calor, da bola, dos estádios horríveis, retranca, etc. Sempre foi assim no Campeonato Carioca e agora, sem o Maracanã, a situação fica mais grave já que o Engenhão será poupado de alguns jogos contra os times menores. Compreendo que deve ser difícil para jogadores calejados como Loco Abreu, Renato, Maicosuel, Herrera, Marcelo Mattos e tantos outros encararem a dificuldade de iniciante, de clube pequeno, de um quase amadorismo, mas esse é o futebol no Rio de Janeiro: 40º e muitas armadilhas no gramado ruim.

O Botafogo conseguiu não perder de Nova Iguaçu e Madureira nessas duas rodadas e se passar pelo Flamengo, no domingo, poderá assegurar a classificação para a semi-final da Taça Guanabara. Sim, apenas isso importa agora. O futebol vistoso os golaços, as jogadas ensaiadas podem esperar, pois o calendário não para, os jogos se sucedem e os resultados precisam aparecer. O esquema de jogo não funciona e o técnico Oswaldo de Oliveira terá trabalho para encaixar o seu estilo e ainda somar três pontos no meio do caminho.

A defesa que era o porto seguro dos tempos de Joel Santana parece ter desandado e o ataque, mortal com Caio Júnior, agora se mostra sem nenhuma inspiração, ou seja, muito treino, muita conversa e será preciso uma dose extra de suor por parte dos jogadores. E a torcida onde fica nessa equação? O torcedor tem que apoiar, incentivar e deixar a pressão para os adversários, mas espera um pouco, não será demais pedir isso ao torcedor alvinegro? Claro que sim e aí o desafio fica maior ainda.

Vamos, Fogo!

Direto do banco! Caio sofreu e Herrera cobrou o pênalti com perfeição!

Ficha Técnica:

3ª Rodada: Madureira 2 x 2 Botafogo (02/02/2012)

Madureira: Márcio; Tamaré, Pessanha, Thiago e Bill; Gilson, Michel (Heitor), Rodrigo e Bruno Reis; Maciel (Caio Cézar) e Diney (Alex)

Técnico: Luiz Cláudio

Botafogo: Jefferson; Lucas Zen (Lucas), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Maicosuel (Caio), Andrezinho e Elkeson (Herrera); Loco Abreu

Técnico: Oswaldo de Oliveira

Gols do Madureira: Thiago, aos 27 iniciais, e Alex, aos 44 minutos da etapa final

Gols do Botafogo: Herrera, aos 29 do 2º tempo, e Rodrigo (contra), aos 38

Local: Conselheiro Galvão (RJ)

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Cartão Amarelo: Thiago, Tamaré, Rodrigo, Diney, Pessanha e Bill (Madureira); Lucas, Antônio Carlos e Herrera (Botafogo)

Ficou devendo: Andrezinho tenta, mas não reedita o bom futebol da estreia.

2ª Rodada: Nova Iguaçu 0 x 0 Botafogo (29/01/2012)

Nova Iguaçu: Jefferson; Marcelinho, Naylhor, Vagner Eugênio e Uallace (Chiquinho); Amaral, Luan, Mossoró (Paulo Henrique) e Dieguinho; Zambi e Leandrão (Lukian)

Técnico: Leonardo Condé

Botafogo: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Renato, Maicosuel (Caio), Andrezinho (Felipe Menezes) e Elkeson (Herrera); Loco Abreu

Técnico: Oswaldo de Oliveira

Local: Moça Bonita (RJ)

Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)

Cartão Amarelo: Uallace, Vagner Eugênio, Naylhor (NOI); Márcio Azevedo (Botafogo)

Anúncios

A vaca quase foi pro brejo!

09/03/2011

O Botafogo de Joel Santana é líder do Grupo B da Taça Rio com seis pontos conquistados em duas vitórias, mas segue jogando mal. O time bateu o Nova Iguaçu nesta Quarta-feira de Cinzas pelo placar mínimo e deixou o campo vaiado pela torcida. Joel inventou, errou e teve sorte de não sofrer o empate no fim do jogo. É visível que o comandante alvinegro não comanda mais nada e que a equipe parece um bando desordenado. O pouco das jogadas ensaiadas pelo ex-treinador Cuca que ainda eram utilizadas se perdeu com a saída de Lucio Flavio e agora não resta ao Botafogo nem mesmo a famosa bola levantada na área.

A Copa do Brasil é caminho mais curto para a Libertadores e se tornou uma obsessão da diretoria botafoguense, mas sem um time guerreiro, com variações de jogadas, muita marcação e planejamento é quase inviável pensar que esse grupo irá levantar o caneco e colocar o Botafogo novamente na maior competição da América. Lamentavelmente iremos brigar para vencer a Taça Rio e enfrentar o time da moda outra vez na final do Estadual. Estadual. O Glorioso virou um time estadual.

Everton comemora o primeiro gol com a camisa alvinegra!

Vamos, FOGO!

Ficha Técnica:

Taça Rio

2ª Rodada: Nova Iguaçu 0 x 1 Botafogo (09/03/2011)

Nova Iguaçu: Diogo, Paulo Henrique (Mossoró), Leonardo Luiz, Alex e Cortês; Amaral (Lukian), Luan, Marquinhos (Wallace) e Dieguinho; Maycon e William

Técnico: Josué Teixeira

Botafogo: Jefferson, Lucas (Alessandro), João Filipe (Caio), Márcio Rosário e Márcio Azevedo; Rodrigo Mancha, Arévalo, Bruno e Everton (Guilherme); Herrera e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Gol do Botafogo: Everton, aos 10 minutos iniciais

Local: Raulino de Oliveira (RJ) / Público: 2.984 presentes / Renda: R$ 34.930,00

Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga

Cartão Amarelo: Alex, Amaral (Nova Iguaçu); Everton, Márcio Azevedo, Alessandro, Jefferson, Herrera, Márcio Rosário (Botafogo)

Cartão Vermelho: Alex (Nova Iguaçu)

Vendido! Renato Cajá não teve tempo nem para despedidas!

1ª Rodada: Botafogo 4 x 2 Volta Redonda (05/03/2011)

Botafogo: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Márcio Azevedo; Rodrigo Mancha, Bruno, Everton (Arévalo Ríos) e Renato Cajá (Alex); Caio (Fabrício) e Herrera

Técnico: Joel Santana

Volta Redonda: Mauro; Serginho, Padovani, Ávalos e Fabinho (Tiago Costa); Jonílson, Léo Gonçalves, Jhonattann e Gláuber; Jean (Bruno Lança) e Pedro Henrique (Arthur)

Técnico: Dario Lourenço

Gols do Botafogo: Herrera, aos quatro, e Caio, aos 19 minutos da etapa inicial. Rodrigo Mancha, aos 57 segundos, e Alex, aos 11 minutos do segundo tempo

Gols do Volta Redonda: Jhonattann, aos 22, e Ávalos, aos 41 iniciais

Local: Engenhão (RJ) / Público: 3.219 presentes / Renda: R$ 67.700,00

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá

Cartão Amarelo: Márcio Azevedo, Rodrigo Mancha, Everton e Caio (Botafogo), Jonílson e Jhonattann (Volta Redonda)

Cartão Vermelho: Léo Gonçalves e Gláuber (Volta Redonda)