Posts Tagged ‘Márcio Rozário’

Velhos problemas no Engenhão

04/04/2011

O técnico Caio Júnior pode ver neste domingo que terá muito trabalho pela frente, e, aliás, não só pela frente, mas pelos lados, pelo meio, pela defesa… O Botafogo fez um primeiro tempo digno da “Era Joel Santana”: lento, sem ambição, aceitando a marcação do Resende e com um ataque praticamente inofensivo. Antes era para derrubar o Joel e agora? Não existe explicação para a falta de entusiasmo dos jogadores e para a passividade apresentada nos 45 minutos inicias. Não é mais fácil fazer dois ou três gols e “andar” no segundo tempo?

Márcio Azevedo & Márcio Rosário – que dupla sertaneja! É para quem tem um bom coração e passou por um check-up recente! O lateral-esquerdo não consegue dar sequência a nenhum lance sem antes parar a bola e tentar aquele driblezinho manjado cortando para o meio e depois voltando, é de enlouquecer. O zagueirão é limitado, compensa a falta de técnica com muita dedicação, isso é inegável, mas querer sair no toque, na habilidade com essa dupla de Márcios é cometer um suicídio tático! Antônio Carlos deve estar rezando um rosário para acelerar a volta do Fábio Ferreira!

Zagueiro-artilheiro! Antônio Carlos faz o que o ataque não consegue: gols!

Quem está acendendo velas para a volta do Maicosuel? Todos os botafoguenses do mundo, o Caio Júnior e também o Everton! O garoto é esforçado, corre, tenta tabelar, mas é impossível estabelecer um diálogo ofensivo com os jogadores de meio-campo nesse time. O Somália melhorou na segunda etapa, jogando na lateral, porque teve espaços com o recuo do Resende. É imperdoável ver o Somália usando a camisa 7 no Botafogo! Dá logo a 10 pra ele, mas a 7 não! A direção do Botafogo, ou até mesmo o estatuto do clube deveria proibir que jogadores de marcação cheguem perto do mítico número 7!

O empate foi ruim, a exibição foi ruim, mas ao menos as substituições do Caio Júnior foram coerentes. Ele não conhece o elenco, não sabe totalmente das características de cada jogador, mas está mexendo no time melhor do que o Natalino… Sei que não é muito, mas já é um começo. O Bruno Tiago entrou bem, ajudou na frente e deu combate no meio-campo, mas precisa treinar exaustivamente chutes a gol! Ele tem vaga garantida no lugar do Somália enquanto o Maicosuel não assume o posto ali pela direita.

Temos que vencer bem o Paraná, nesta quarta, pela Copa do Brasil, para fazer a torcida lotar o Engenhão no duelo contra o Flamengo! Uma vitória no domingo praticamente assegura a vaga nas semifinais da Taça Rio.

Vamos, FOGO!

Loco Abreu perdeu dois gols que poderiam mudar a cara da partida!

Ficha Técnica:

6ª Rodada da Taça Rio: Botafogo 1 x 1 Resende (03/04/2011)

Botafogo: Jefferson, Alessandro (Bruno Tiago), Antônio Carlos, Márcio Rozário e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Rodrigo Mancha (Caio), Somália e Everton (Arévalo Ríos); Herrera e Loco Abreu

Técnico: Caio Júnior

Resende: Eduardo, Tiago Bastos, Rogério, Anderson Conceição e Jefferson; Gabriel, Léo Silva, Marcel (Léo) e Valdeir; Alexandro (Elias) e Marcelo Régis (Ramon)

Técnico: Paulo Campos

Gol do Botafogo: Antônio Carlos, aos 30 minutos da etapa final

Gol do Resende: Rogério, aos 44 minutos do 1º tempo

Local: Engenhão (RJ) / Público: 4.733 presentes / Renda: R$ 61.015,00

Árbitro: Wagner dos Santos

Cartão Amarelo: Márcio Rozário, Márcio Azevedo (Botafogo) e Valdeir (Resende)

Herrera lutou, correu, mas não rendeu o que podia contra o Resende...

Anúncios

A vaca quase foi pro brejo!

09/03/2011

O Botafogo de Joel Santana é líder do Grupo B da Taça Rio com seis pontos conquistados em duas vitórias, mas segue jogando mal. O time bateu o Nova Iguaçu nesta Quarta-feira de Cinzas pelo placar mínimo e deixou o campo vaiado pela torcida. Joel inventou, errou e teve sorte de não sofrer o empate no fim do jogo. É visível que o comandante alvinegro não comanda mais nada e que a equipe parece um bando desordenado. O pouco das jogadas ensaiadas pelo ex-treinador Cuca que ainda eram utilizadas se perdeu com a saída de Lucio Flavio e agora não resta ao Botafogo nem mesmo a famosa bola levantada na área.

A Copa do Brasil é caminho mais curto para a Libertadores e se tornou uma obsessão da diretoria botafoguense, mas sem um time guerreiro, com variações de jogadas, muita marcação e planejamento é quase inviável pensar que esse grupo irá levantar o caneco e colocar o Botafogo novamente na maior competição da América. Lamentavelmente iremos brigar para vencer a Taça Rio e enfrentar o time da moda outra vez na final do Estadual. Estadual. O Glorioso virou um time estadual.

Everton comemora o primeiro gol com a camisa alvinegra!

Vamos, FOGO!

Ficha Técnica:

Taça Rio

2ª Rodada: Nova Iguaçu 0 x 1 Botafogo (09/03/2011)

Nova Iguaçu: Diogo, Paulo Henrique (Mossoró), Leonardo Luiz, Alex e Cortês; Amaral (Lukian), Luan, Marquinhos (Wallace) e Dieguinho; Maycon e William

Técnico: Josué Teixeira

Botafogo: Jefferson, Lucas (Alessandro), João Filipe (Caio), Márcio Rosário e Márcio Azevedo; Rodrigo Mancha, Arévalo, Bruno e Everton (Guilherme); Herrera e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Gol do Botafogo: Everton, aos 10 minutos iniciais

Local: Raulino de Oliveira (RJ) / Público: 2.984 presentes / Renda: R$ 34.930,00

Árbitro: Carlos Eduardo Nunes Braga

Cartão Amarelo: Alex, Amaral (Nova Iguaçu); Everton, Márcio Azevedo, Alessandro, Jefferson, Herrera, Márcio Rosário (Botafogo)

Cartão Vermelho: Alex (Nova Iguaçu)

Vendido! Renato Cajá não teve tempo nem para despedidas!

1ª Rodada: Botafogo 4 x 2 Volta Redonda (05/03/2011)

Botafogo: Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Márcio Azevedo; Rodrigo Mancha, Bruno, Everton (Arévalo Ríos) e Renato Cajá (Alex); Caio (Fabrício) e Herrera

Técnico: Joel Santana

Volta Redonda: Mauro; Serginho, Padovani, Ávalos e Fabinho (Tiago Costa); Jonílson, Léo Gonçalves, Jhonattann e Gláuber; Jean (Bruno Lança) e Pedro Henrique (Arthur)

Técnico: Dario Lourenço

Gols do Botafogo: Herrera, aos quatro, e Caio, aos 19 minutos da etapa inicial. Rodrigo Mancha, aos 57 segundos, e Alex, aos 11 minutos do segundo tempo

Gols do Volta Redonda: Jhonattann, aos 22, e Ávalos, aos 41 iniciais

Local: Engenhão (RJ) / Público: 3.219 presentes / Renda: R$ 67.700,00

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá

Cartão Amarelo: Márcio Azevedo, Rodrigo Mancha, Everton e Caio (Botafogo), Jonílson e Jhonattann (Volta Redonda)

Cartão Vermelho: Léo Gonçalves e Gláuber (Volta Redonda)

Faltou competência!

20/02/2011

Pênalti não é sorte! Pênalti não é loteria! Pênalti é competência! Futebol é competência! Faltou competência ao Botafogo nesta tarde de domingo! Faltou ousadia ao Joel Santana nesta semifinal! Faltou preparo físico ao time para correr mais do que o Flamengo! Faltou o Marcelo Mattos para fechar o meio de campo! Faltou o faro de artilheiro para o Herrera deixar o seu nessa decisão antecipada!

O Botafogo perdeu a vaga na final contra o Boavista e o possível Tricampeonato da Taça Guanabara por seus próprios erros e limitações. Erros e limitações que já se apresentaram nas sete rodadas iniciais do Campeonato Carioca. A torcida alvinegra fez a sua parte e compareceu em bom número ao Engenhão, mas teve que enfrentar nova derrota nas penalidades máximas para o time da Lagoa…

Jogadores comemoram o empate! Dava para vencer no tempo normal...

Joel Santana afastou Fahel, que será negociado ao Bahia, tirou um zagueiro e aboliu o esquema de três zagueiros – Amém! – mas manteve o “filhinho” Somália em campo! Márcio Azevedo vinha fazendo uma boa partida e deixando a zaga do Flamengo preocupada com seus avanços e cruzamentos. Renato Cajá passou o primeiro tempo inteiro isolado na armação das jogadas e pouco criou – lembram do Lucio Flavio jogando sozinho? – e quando teve a companhia de Everton, não contava mais com as subidas de Azevedo que fora sacado no vestiário e estava exausto de tanto correr e marcar! Mas não tínhamos três cabeças de área?

Felipe acertou o canto nas cobranças de Everton e Somália, contou com a incompetência do Renato Cajá e saiu da partida como herói. O Botafogo mais uma vez consagra um goleiro rubro negro! Felipe escolheu pular no canto do pé do cobrador! Everton é canhoto? Vai bater na esquerda! Somália é destro? Vai bater na direita! Só não acertou a cobrança do Márcio Rosário que fechou o olho e soltou uma bomba no meio do gol!

Sempre ele! Loco Abreu fez um belo gol, mas não foi o suficiente!

Se o Joel não teve coragem de sacar o Cajá, que estava morto de cansaço, para colocar um terceiro atacante porque sacrificar o Herrera? A partida estava com todo jeitão de pênaltis e perder um cobrador frio e experiente como o argentino foi burrice, muita burrice!

Resta apagar as cinzas e juntar forças para golear o River Plate de Sergipe na próxima quarta! Nada de trazer a partida para o Rio! O Botafogo tem a obrigação de golear e garantir a vaga na Segunda Fase da Copa do Brasil! E Joel, esqueça de vez o 3-5-2, por favor!

Vamos, FOGO!

Ficha Técnica:

Semifinal da Taça Guanabara: Flamengo 1 x 1 Botafogo (20/02/2011)

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Welinton, David Braz e Ronaldo Angelim (Diego Maurício); Fernando, William, Renato, Thiago Neves e Ronaldinho Gaúcho; Deivid (Negueba)

Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Botafogo: Jefferson; Alessandro, Antônio Carlos, Márcio Rosário e Márcio Azevedo (Everton); Arévalo Ríos (Marcus Vinícius), Rodrigo Mancha, Somália e Renato Cajá; Herrera (Caio) e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Gol do Flamengo: Ronaldo Angelim, aos 14 iniciais

Gol do Botafogo: Loco Abreu, aos três minutos do segundo tempo

Local: Engenhão (RJ) / Público: 26.854 pagantes / Renda: R$ 805.654,00

Árbitro: Luis Antonio dos Santos

Cartão Amarelo: Herrera, Renato Cajá, Rodrigo Mancha (Botafogo); Willians, Deivid, David Braz, Thiago Neves (Flamengo)

Show Botafogo abre temporada 2011!

17/01/2011

A diretoria do Botafogo preparou uma grande festa para a abertura da temporada 2011 do futebol alvinegro: show de samba, sorteio de brindes, ingressos promocionais, apresentação dos novos reforços e, de quebra, um amistoso nacional para abrilhantar a tarde de festa! Não faltava nada, certo? Na verdade, faltou o principal: a torcida! O exigente torcedor botafoguense preferiu ficar em casa e acompanhar a pelada do time da Gávea, este sim transmitido pela Rede Globo para todo o país.

Joel Santana escalou o time que treinou durante a pré-temporada já com os novos contratados. Márcio Azevedo assumiu a lateral-esquerda, Lucas ficou na direita e João Filipe fez a zaga ao lado de Antônio Carlos e Márcio Rozário – não sei por que, mas me dá um frio na espinha escrever e falar esse nome… Claro que o adversário não representava nenhuma ameaça ao atual Campeão Carioca, mas quem viu o time da Colina sofrer para bater o Cerro Porteño, por 1 a 0, em São Januário, sabe que vencer bem sempre é importante. Joel elogiou os estreantes da tarde:

– Foi bom porque estiveram desinibidos. Jogaram com tranquilidade, como se conhecessem o grupo há bastante tempo. Se tivesse que dar uma nota, seria 7,5 para todos eles. Foram bem.

Everton, Arévalo e Rodrigo Mancha: três bons nomes para 2011!

A escalação ideal do Botafogo 2011, planejada pelo Papai Joel e esperada pelo torcedor, ainda deverá ficar só na prancheta, já que Everton e Arévalo Ríos ainda não têm condições de jogo. É preciso lembrar que Maicosuel e Fábio Ferreira, duas peças fundamentais no esquema, só retornam ao time em meados de maio, mas mesmo assim podemos dizer que o Botafogo está sim na briga pelo título da Taça Guanabara!

– A festa foi boa do princípio ao fim, e o time se movimentou com qualidade e competência. Mas não vamos achar que já estamos 100%, pois ainda estamos no início do trabalho. De qualquer maneira, o rendimento foi bom, principalmente porque tivemos poucos dias de treino – disse Joel ao site oficial do Botafogo.

A contratação de Arévalo Ríos foi um presente para a torcida que esperava um nome de peso desde as saídas de Edno, Marcelo Cordeiro, Danny Moraes, Lucio Flavio e Leandro Guerreiro. Ríos foi titular em todos os jogos da Seleção Uruguaia na Copa do Mundo da África do Sul, Campeão Uruguaio 2009/2010 com o Peñarol e eleito para a Equipe Ideal da América em 2010! Com a chegada de Arévalo Ríos, o meio campo botafoguense pode formar um quadrado de respeito: Ríos, Marcelo Mattos, Everton e Maicosuel! É para animar até o desanimado e exigente torcedor alvinegro!

Marcelo Mattos continua invicto pelo Botafogo: 15 jogos sem derrota!

Ficha Técnica:

Amistoso Nacional: Botafogo 5 x 1 Democrata-GV (16/01/2011)

Botafogo: Jefferson (Renan), João Filipe, Antônio Carlos e Márcio Rosário (Alex); Lucas (Alessandro), Marcelo Mattos (Fahel), Somália (Bruno), Renato Cajá (Lucas Zen) e Márcio Azevedo (Guilherme); Caio (Araruama) e Loco Abreu (Herrera)

Técnico: Joel Santana

Democrata-GV: Vilar; Taércio (Jorge Luiz), Lucio, Matheus e Emerson (Vini); Marcinho (Nathan), Vinícius Colombiano (Flávio), Ely Thadeu (William Matheus) e Vander (Renê); Léo Guerreiro (Henrique) e Fernandão (Laio)

Técnico: Anthoni Santoro

Gols do Botafogo: Caio, aos 20, Renato Cajá, aos 31, e Márcio Azevedo, aos 33 da etapa inicial. Herrera, aos 24, e Alex, aos 36 minutos do segundo tempo

Gol do Democrata: Renê, aos 41 minutos da etapa final

Local: Engenhão (RJ)

Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Cartão Amarelo: Marcinho, Vinícius Colombiano (Democrata)

A torcida esqueceu de comparecer ao Engenhão... Uma pena!