Posts Tagged ‘Lúcio’

A batalha de Munique!

16/03/2011

Louis van Gaal deve ter acordado nesta quarta com um gosto amargo na boca. A vitória por 1 a 0, em pleno Giuseppe Meazza, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões praticamente garantia uma sensação de tranquilidade para o time alemão. O Bayern de Munique entrou em campo completo, com os astros Ribéry e Robben em plena forma física e técnica e contando com a ajuda de quase 70 mil torcedores no Allianz Arena! Somente uma catástrofe poderia tirar a classificação das mãos do técnico holandês.

Ao fim do primeiro tempo – e que primeiro tempo! – Louis van Gaal estava com a costumeira posse arrogante e com o nariz apontado pra lua! “Sou o melhor treinador do mundo todo!” Ah, essa frase certamente passou pela cabeça do homem que dispensou o zagueiro Lúcio, por e-mail, antes do fim do contrato, em 2009, durante a Copa das Confederações. A vingança de Lúcio viria com o título da Champions League justamente contra o ex-time na temporada passada, mas o destino preparou outra amarga surpresa para o Luizinho holandês.

A terrível falha de Júlio César no gol de Mário Gomez desestabilizou a Internazionale que sofreu a virada, minutos depois, em novo erro da zaga, desta vez com Thiago Motta. Parecia que não seria uma noite muito boa para os brasileiros. Como nada é definitivo no esporte, Júlio César fez duas grandes defesas e a primeira etapa terminou em bom momento para os italianos.

Nota 10! Samuel Eto'o jogou muito e desequilibrou a partida em Munique!

O caminho para o vestiário não deve ter sido nada agradável, mas a Inter de Milão mostrou que sabe lidar com a pressão e com o resultado adverso, afinal não se conquista três títulos na mesma temporada sem méritos. Vale lembrar que esse mesmo time, com Mourinho no comando, faturou o Campeonato Italiano 2009/2010, a Copa da Itália 2009/2010 e a Liga dos Campeões 2009/2010. E mesmo a turbulenta passagem de Benítez rendeu dois títulos: a Supercopa da Itália 2010 e o Mundial Interclubes da Fifa em dezembro de 2010.

Logo aos cinco minutos do segundo tempo, Leonardo arriscou tudo e colocou o jovem Philippe Coutinho na vaga do nervoso Stankovic. Coutinho tratou de colocar a bola no chão e começou a trocar bons passes com Sneijder. Mas a principal arma italiana para empatar e conseguir o gol da histórica classificação foi Samuel Eto’o. O camaronês abriu o placar logo aos 3 minutos e deu duas assistências perfeitas para Sneijder e Pandev! Uma partida para levar a nota 10! E o Júlio César? Fez duas defesas impressionantes na segunda etapa e se redimiu das falhas cometidas nos dois jogos contra o Bayern de Munique.

Ah, não posso me esquecer de avisar ao Luisinho holandês qual é o problema dele! Louis van Gaal, essa dor de estômago tem nome e sobrenome: Lucimar da Silva Ferreira! Você o conhece como Lúcio mesmo e… ele jogava no seu time, não é incrível como o mundo dá voltas?

Emoção! O brasileiro Leonardo comandou a Inter numa partida histórica!

Liga dos Campeões da Europa

Oitavas de Final – Bayern de Munique 2 x 3 Inter-ITA (15/03/2011)

Bayern de Munique: Kraft, Lahm, Breno (Kroos), Van Buyten (Badstuber) e Pranjic; Luiz Gustavo, Schweinsteiger, Robben (Altintop), Müller e Ribéry; Gomez

Técnico: Louis van Gaal

Inter-ITA: Julio César, Maicon, Lúcio, Ranocchia e Chivu (Nagatomo); Thiago Motta, Cambiasso e Stankovic (Coutinho); Sneijder; Pandev (Kharja) e Eto’o

Técnico: Leonardo

Gols do Bayern de Munique: Mário Gomes, aos 20, e Müller, aos 30 do primeiro tempo

Gols da Inter-ITA: Eto’o, aos quatro iniciais. Sneijder, aos 17, e Pandev, aos 42 minutos do segundo tempo

Local: Allianz Arena (ALE) / Árbitro: Pedro Proença (POR)

Cartão Amarelo: Luiz Gustavo e Breno (Bayern de Munique); Lúcio, Thiago Motta, Pandev e Kharja (Inter-ITA)

Nagatomo aproveita para mandar uma mensagem aos compatriotas!

Anúncios

Começa a fase de grupos da Liga dos Campeões!

15/09/2010

O Inter de Milão, atual campeão da Champions League, estreou com um empate fora de casa diante dos holandeses do Twente, 2 a 2, com gols de Sneijder e Eto’o. O técnico Rafa Benítez lançou os brasileiros Júlio César, Lúcio e Maicon como titulares, o jovem Philippe Coutinho entrou na etapa final. O empate não foi um resultado ruim, já que no outro jogo do grupo Werder Bremen e Tottenham também ficaram no 2 a 2.

O destaque de terça fica por conta da goleada do Barcelona, por 5 a 1, nos gregos do Panathinaikos, no Camp Nou, com direito a show do argentino Lionel Messi que marcou dois gols e ainda perdeu um pênalti. Nesta quarta, o badalado Real Madrid de José Mourinho recebe o Ajax e o Milan de Alexandre Pato, Thiago Silva, Ronaldinho Gaúcho e Robinho enfrenta o Auxerre.

Primeira Rodada da Liga dos Campeões:

14 de setembro de 2010

Twente 2 x 2 Inter de Milão
Werder Bremen 2 x 2 Tottenham
Lyon 1 x 0 Schalke 04
Benfica 2 x 1 Hapoel Tel-Aviv
Manchester United 0 x 0 Glasgow Rangers
Bursaspor 0 x 4 Valencia
Barcelona 5 x 1 Panathinaikos
Copenhague 1 x 0 Rubin Kazan

15 de setembro de 2010 [ATUALIZADO]

Bayern Munichen 2 x 0 Roma
Cluj 2 x 1 Basel
Zilina 1 x 4 Chelsea
Olympique Marsella 0 x 1 Spartak Moscow
Milan 2 x 0 Auxerre
Real Madrid 2 x 0 Ajax
Arsenal 6 x 0 Braga
Shakhtar Donetsk 1 x 0 Partizan Belgrado

2ª Rodada: Espanhol & Italiano

12/09/2010

Pela segunda rodada do Campeonato Italiano, o zagueiro Lúcio foi o grande destaque da vitória da Inter de Milão, por 2 a 1, sobre a Udinese. Com o resultado a equipe interista chegou aos quatro pontos e ocupa a sexta posição na tabela. O Chievo bateu o Genoa fora de casa, por 3 a 1, e assumiu a liderança isolada. Todos os jogos da terceira rodada acontecerão no próximo domingo. O campeonato começou com boas surpresas e promete ser equilibrado neste primeiro momento.

Váldez marca duas vezes e o Barcelona é derrotado no Camp Nou!

O poderoso Barcelona, com Lionel Messi em campo, foi surpreendido em casa pelo modesto Hércules e conheceu a primeira derrota no Campeonato Espanhol. O paraguaio Valdez fez os dois gols do jogo: Barcelona 0 x 2 Hércules. O rival direto na disputa pelo título não quis ver a zebra passear no Santiago Bernabéu e mesmo jogando sem inspiração somou três pontos: Real Madrid 1 x 0 Osasuna. O Atlético de Madrid, do uruguaio Diego Forlán, venceu o Athletic Bilbao na casa do adversário, por 2 a 1, e lidera a competição com seis pontos.

Campeonato Espanhol: 2ª Rodada

Sábado (11/09/2010)
13:00h – Barcelona 0 x 2 Hércules
13:00h – Valencia 1 x 0 Racing Santander
15:00h – Real Madrid 1 x 0 Osasuna
17:00h – Athtletic Bilbao 1 x 2 Atlético de Madri

Domingo (12/09/2001)
12:00h – Zaragoza 3 x 5 Málaga
12:00h – Sporting Gijón 2 x 0 Mallorca
12:00h – Getafe 4 x 1 Levante
14:00h – Villarreal 4 x 0 Espanyol
16:00h – Sevilla 0 x 0 La Coruña

Segunda-feira (13/09/2010)
16:00h – Almeria 2 x 2 Real Sociedad

Diego Forlán é o principal jogador do Atlético de Madrid na atual temporada

Campeonato Italiano: 2ª Rodada

Sábado (11/09/2010)
13:00h – Inter de Milão 2 x 1 Udinese
15:45h – Cesena 2 x 0 Milan
15:45h – Cagliari 5 x 1 Roma

Domingo (12/09/2001)
07:30h – Brescia 3 x 2 Palermo
10:00h – Lecce 1 x 0 Fiorentina
10:00h – Catania 2 x 1 Parma
10:00h – Genoa 1 x 3 Chievo
10:00h – Juventus 3 x 3 Sampdoria
10:00h – Lazio 3 x 1 Bologna
15:45h – Napoli 2 x 2 Bari

Temporada européia 2010/2011!

28/08/2010

Neste fim de semana começam dois dos mais interessantes campeonatos nacionais da Europa, o italiano e o espanhol. Na terra das touradas, diversos jogadores campeões do mundo pela seleção espanhola estarão em campo pelo Barcelona que tem como principal rival pela conquista do título a nova geração de galácticos do Real Madrid.

Victor Valdés, Gerard Piqué, Carles Puyol, Sergio Busquets, Xavi Hernández, Andrés Iniesta, Pedro Rodriguez e David Villa se juntam a Daniel Alves, Gabriel Milito, Éric Abidal, Seydou Keita e Lionel Messi para formar uma equipe que vem encantando torcedores pelo planeta bola. O técnico Pep Guardiola comanda a máquina que foi a base da seleção espanhola.

O multicampeão José Mourinho assumiu o Real Madrid com a missão de devolver os títulos ao clube merengue. Sem Kaká, recém operado, o clube aposta em Cristiano Ronaldo para voltar a vencer. Mesmo tendo um ótimo elenco formado por Iker Casillas, Pepe, Sergio Ramos, Marcelo, Fernando Gago, Xabi Alonso, Karim Benzema e Gonzalo Higuaín, o presidente Florentino Perez abriu os cofres e reforçou o time com Mesut Özil, Ángel Di Maria, Sami Khedira e Ricardo Carvalho.

Sem dúvida este será um campeonato disputado rodada a rodada que terá ainda o Atlético de Madrid, de Diego Forlán, correndo por fora.

Atlético de Madrid: Campeão da Supertaça da Europa 2009/2010!

Na Itália, o desafio dos rivais será impedir o sexto título consecutivo da Internazionale de Milão. Sem José Mourinho, a equipe interista ainda está se adaptando ao estilo do espanhol Rafa Benitez que nesta temporada venceu a Supercopa da Itália, 3 a 1 sobre a Roma, mas foi derrotado na final da Supercopa da Europa, pelo Atlético de Madrid, por 2 a 0, e com uma atuação irreconhecível das principais estrelas do time.

Milan, Juventus e Roma contrataram, se reforçaram e querem acabar com a hegemonia de Júlio César, Lúcio, Maicon, Sneijder, Eto’o e Diego Milito. Podemos esperar um título muito disputado, apesar da evidente superioridade da Internazionale de Milão.

O Chelsea de Anelka, Terry e Malouda conquista a terceira vitória seguida

Na fria Inglaterra, o atual campeão Chelsea, de Carlo Ancelotti, já largou na frente com duas goleadas por 6 a 0 e hoje conquistou a terceira vitória seguida, 2 a 0 sobre o Stoke City e lidera com folga a Premier League. Manchester United, Liverpool, Arsenal e Manchester City lutarão para impedir o bicampeonato da equipe formada por Alex, John Terry, Michael Essien, Ramires, Frank Lampard e Didier Drogba.

Façam suas apostas! A emoção vai começar!

Campeonato Espanhol: Primeira rodada [ATUALIZADO]

Sábado
13h – Hércules 0 x 1 Athletic de Bilbao
15h – Málaga 1 x 3 Valencia
17h – Levante 1 x 4 Sevilla

Domingo
12h – Deportivo La Coruña 0 x 0 Zaragoza
12h – Espanyol 3 x 1 Getafe
12h – Real Sociedad 1 x 0 Villarreal
12h – Osasuna 0 x 0 Almería
14h – Racing de Santander 0 x 3 Barcelona
16h – Mallorca 0 x 0 Real Madrid

Segunda-feira
17h – Atlético de Madri 4 x 0 Sporting de Gijón

Campeonato Italiano: Primeira Rodada [ATUALIZADO]

Sábado
13h – Udinese 0 x 1 Genoa
15h45 – Roma 0 x 0 Cesena

Domingo
13h – Bari 1 x 0 Juventus
15h45 – Milan 4 x 0 Lecce
15h45 – Chievo 2 x 1 Catania
15h45 – Fiorentina 1 x 1 Napoli
15h45 – Palermo 0 x 0 Cagliari
15h45 – Parma 2 x 0 Brescia
15h45 – Sampdoria 2 x 0 Lazio

Segunda-feira
15h45 – Bologna 0 x 0 Inter de Milão

Inter vence a Supercopa da Itália 2009/2010!

23/08/2010

No sábado, a Internazionale de Milão venceu, de virada, o Roma, por 3 a 1, e conquistou a Supercopa da Itália, o primeiro título da temporada 2010/2011 do futebol italiano. Esse é também o primeiro título do novo técnico da equipe, o espanhol Rafa Benítez que tem a difícil missão de substituir o português José Mourinho, agora no Real Madrid.

O título desse fim de semana dá sequência aos impressionantes resultados obtidos por Mourinho na temporada 2009/2010: campeão da Copa da Itália, do Campeonato Italiano e da Liga dos Campeões da Europa. Por outro lado, o Roma foi vice-campeão da Copa da Itália e segundo colocado no italiano, ou seja, o adversário perfeito a ser batido numa final pelo Inter de Milão: são três vices campeonatos em menos de um ano!

O espanhol Rafa Benítez adota o esquema tático da moda: 4-3-2-1

Após a decepção italiana na Copa do Mundo da África do Sul, os jogadores só pensam nos clubes e a nova formação do Internazionale, sob comando de Rafa Benítez, promete ser tão eficiente quanto a da temporada passada. Os destaques da conquista foram o zagueiro Lúcio, o meia Sneijder e o camaronês Samuel Eto’o que anotou dois gols na etapa final – Pandev, no primeiro tempo, empatou a partida. O novo treinador fez alterações no esquema tático, mas a liberdade de criação para Sneijder continua. O camisa 10 interista deu belo passe para Eto’o fazer 3 a 1 e enterrar uma possível reação do Roma.

O próximo desafio do Inter de Milão, ainda colhendo os frutos da excelente temporada passada, será encarar o Atlético de Madrid, campeão da Liga Europa 2009/2010, na disputa pela Supercopa Européia, nesta sexta, 27/08, em Mônaco, com transmissão da ESPN. O título é inédito para as duas equipes e o confronto promete ser de alto nível!

Samuel Eto'o x Diego Fórlan: quem vai levar a melhor nesta sexta?

Brasil vence sem mostrar bom futebol

16/06/2010

Jornal mexicano Récord critica a seleção: Jogue melhor e não chores!

A seleção brasileira conseguiu o resultado na estreia e lidera o Grupo G da Copa do Mundo, mas tanto a imprensa esportiva quanto os torcedores não ficaram nada satisfeitos com a forma de jogar do time de Dunga. Com Kaká muito marcado e pouco inspirado, um meio campo lentíssimo composto por Felipe Melo e Gilberto Silva, e um Luís Fabiano irritado com o jejum de gols, o zero a zero do primeiro tempo foi tão chato que calou ate as vuvuzelas no estádio Ellis Park.

Dunga como era esperado não fez nenhuma substituição no intervalo e parecia tranqüilo com a apresentação do Brasil… só ele mesmo. A zebra, que estava querendo aparecer pela primeira vez no mundial, foi afastada com o “gol achado” de Maicon. Aos dez minutos, Elano fez ótimo passe para o lateral que foi a linha de fundo e bateu direto no gol. Maicon queria cruzar ou pegou errado na bola? Só a Jabulani sabe a verdade.

Desde Josimar, na Copa de 86, um lateral não fazia gol em mundiais

O gol deixou os jogadores brasileiros mais confiantes, mas os norte-coreanos continuaram com duas linhas defensivas e não queriam nada com o jogo. Robinho, único a se destacar no fraco primeiro tempo, fugiu de dois marcadores e enfiou uma bola milimétrica para Elano tocar na saída do goleiro e ampliar no Ellis Park.

Com o jogo decidido, Dunga resolveu mostrar que também pode ser ousado como técnico, e não apenas nas roupas, – vamos combinar, aquele casaco era horrível! – trocando Elano por Daniel Alves, Nilmar entrou para a saída de Kaká e finalmente, mas apenas aos 38, colocando Ramires na vaga do inoperante Felipe Melo. O Brasil foi para o ataque buscando a goleada para fazer um bom saldo de gols, mas numa bobeada da defesa, Yun Nam, aos 43, recebeu dentro da área, ganhou a disputa com Lucio e fuzilou Júlio César.

Jogadores comemoram com Elano o segundo gol brasileiro

O gol da Coréia do Norte era tudo o que a torcida brasileira não queria. O pensamento é que o Dunga nunca mais vai deixar o esquema com dois volantes de lado, e que ele irá atribuir o gol sofrido ao enfraquecimento do setor que ama: a cabeça de área. A cada falta cometida por Felipe Mello existia a esperança de que o árbitro levasse a mão ao bolso e sacasse o cartão amarelo, mas inexplicavelmente a tarjeta amarela sobrou para Ramires, vai entender.

Vitória brasileira. Simples assim, sem espetáculo, sem firulas, sem pedaladas e com a cara da seleção do Parreira. Ops!, engano, com a cara da seleção do Dunga.

Pra frente, Brasil!

A bandeira do Botafogo não poderia faltar na Copa do Mundo!

Ficha técnica:

Brasil 2 X 1 Coréia do Norte

Brasil: Júlio César; Maicon, Juan, Lúcio e Michel Bastos; Gilberto Silva, Felipe Mello (Ramires), Elano (Daniel Alves) e Kaká (Nilmar); Robinho e Luís Fabiano

Técnico: Dunga

Coréia do Norte: Myonge Guk; Jong Hyok, Chol Jin, Jun Il, Nam Chol e Kwang Chon; In Guk (Kum Il), Yun Nam, Yong Jo e Yong Hak; Tae Se.

Técnico: Kim Jong Hun

Gols do Brasil: Maicon, aos dez, Elano, aos 26 minutos do segundo tempo

Gol da Coréia do Norte: Yun Nam aos 43 minutos da etapa final

Estádio: Ellis Park, Joanesburgo

Data/hora: 15/06/2010 – 15h30m (de Brasília)

Árbitro: Viktor Kassai (HUN)

Auxiliares: Gabor Eros e Tibor Vamos (HUN)

Cartão Amarelo: Ramires (BRA)

Maicon foi eleito pela Fifa como o melhor jogador em campo

Obediência tática e talento para ser campeão

22/05/2010

O técnico José Mourinho levou o limitado elenco da Internazionale de Milão à conquista da Liga dos Campeões e ainda conseguiu a inédita tríplice coroa européia para um time italiano, já que antes havia faturado a Copa da Itália e o Campeonato Italiano. Os grandes favoritos como Real Madrid, Barcelona, Chelsea e Manchester United foram caindo pelo caminho enquanto a Inter seguia firme até a final.

O diferencial da equipe de Milão foi o padrão tático adotado por Mourinho, a entrega de seus jogadores e a incrível estrela do artilheiro Diego Milito – foram dele todos os gols nas duas finais e na rodada decisiva do italiano contra o Siena. Milito fez o gol da vitória de 1 a 0 sobre a Roma na final da Copa da Itália e marcou os dois tentos na grande decisão da Champions League temporada 2009/2010 sobre o favorito Bayern de Munique.

Diego Milito foi eleito o melhor jogador da final da Champions League

Chamado de retranqueiro por parte da imprensa italiana, José Mourinho respondeu aos críticos com títulos. Ciente que não tinha o melhor elenco em mãos, Mourinho armou a Internazionale para jogar nos contra-ataques e criou uma defesa quase intransponível. Lúcio, Samuel, Maicon, Chivu, Zanetti e Cambiasso formaram um muro de proteção diante da meta de Júlio César. Do meio pra frente, com toques curtos e rápidos, Sneijder e Pandev chegavam com perigo ao gol adversário em tabelas com Diego Milito e Samuel Eto’o.

A campanha até a grande final mostra que o título foi mais do merecido, foi incontestável. Na fase de grupos, a Inter se classificou em segundo lugar com nove pontos – duas vitórias, três empates e apenas uma derrota para o poderoso Barcelona de Lionel Messi por 2 a 0. O time ainda não apresentava o equilíbrio entre ataque e defesa que surpreendeu os favoritos no mata-mata: foram seis gols sofridos em seis jogos e apenas sete gols anotados.

Sacrificado pelo esquema tático, Eto'o foi recuado para ajudar na marcação

Nas oitavas-de-final, o primeiro grande desafio contra o Chelsea de Michael Ballack, Frank Lampard e Didier Drogba. A zebra correu solta no Stamford Bridge e a vitória por 2 a 1, fora de casa, deixou a classificação encaminhada. Os dois triunfos sobre o Chelsea chamaram a atenção da imprensa, dos adversários e trouxeram segurança e tranquilidade para a equipe. O CSKA Moscou foi a próxima vítima do estilo de jogo armado por Mourinho e novamente a classificação foi assegurada com duas vitórias.

Quem apostaria que o Barcelona de Messi, Ibrahimovic e Daniel Alves seria eliminado antes da final e pelo limitado time de Mourinho? Apesar da boa vitória por 3 a 1, no primeiro confronto em casa, até os mais fanáticos torcedores temiam enfrentar o Barcelona no Camp Nou. No jogo de ataque contra defesa, a disposição tática da Inter superou a técnica do Barça e a derrota por 1 a 0 foi suficiente para garantir a vaga na final contra o Bayern de Munique.

José Mourinho deu adeus aos torcedores da Inter

José Mourinho, o grande arquiteto da conquista, está de saída e o destino deverá ser mesmo o Real Madrid de Kaká e Cristiano Ronaldo. Diego Mitito, Lúcio, Maicon, Júlio César e Samuel Eto’o voltam o pensamento para a Copa do Mundo na África do Sul, mas com o Mundial de Clubes da Fifa em foco. Maicon interessa ao time madrileno, mas afirma que o desejo é continuar no clube:

– Eu fico na Inter, pois tenho contrato até 2014. Apesar do frio de Milão, eu me sinto bem. Ainda tenho muitas competições para disputar, como Mundial de Clubes e Supercopa Européia. O Mundial é um titulo que falta para o clube e é uma oportunidade de fazer história. Quero sair por cima – prometeu o lateral na coletiva de imprensa após a conquista.

Maicon quer ser campeão do mundo com a seleção e com a Inter

Ficha técnica:

Bayern de Munique 0 x 2 Inter de Milão (22/05/2010)

Bayern de Munique: Butt, Lahm, Demichelis, Van Buyten e Badstuber; Van Bommel, Schweinsteiger, Robben, Müller e Altintop (Klose); Olic (Mario Gomez).

Técnico: Louis Van Gaal.

Internazionale: Julio César, Maicon, Lúcio, Samuel e Chivu (Stankovic); Cambiasso, Zannetti e Sneijder; Eto’o, Pandev (Muntari) e Milito (Materazzi).

Técnico: José Mourinho

Gols: Milito, aos 34 minutos do primeiro tempo e aos 25 minutos do segundo tempo.

Local: Santiago Bernabéu, Madri (ESP).

Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)

Cartões amarelos: Demichellis e Van Bommel (Bayern); Chivu (Inter)

Auxiliares: Michael Mullarkey e Darren Cann (Inglaterra)

Lúcio deu o troco em Van Gaal após ser dispensado na temporada passada