Posts Tagged ‘Inter de Milão’

A batalha de Munique!

16/03/2011

Louis van Gaal deve ter acordado nesta quarta com um gosto amargo na boca. A vitória por 1 a 0, em pleno Giuseppe Meazza, no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões praticamente garantia uma sensação de tranquilidade para o time alemão. O Bayern de Munique entrou em campo completo, com os astros Ribéry e Robben em plena forma física e técnica e contando com a ajuda de quase 70 mil torcedores no Allianz Arena! Somente uma catástrofe poderia tirar a classificação das mãos do técnico holandês.

Ao fim do primeiro tempo – e que primeiro tempo! – Louis van Gaal estava com a costumeira posse arrogante e com o nariz apontado pra lua! “Sou o melhor treinador do mundo todo!” Ah, essa frase certamente passou pela cabeça do homem que dispensou o zagueiro Lúcio, por e-mail, antes do fim do contrato, em 2009, durante a Copa das Confederações. A vingança de Lúcio viria com o título da Champions League justamente contra o ex-time na temporada passada, mas o destino preparou outra amarga surpresa para o Luizinho holandês.

A terrível falha de Júlio César no gol de Mário Gomez desestabilizou a Internazionale que sofreu a virada, minutos depois, em novo erro da zaga, desta vez com Thiago Motta. Parecia que não seria uma noite muito boa para os brasileiros. Como nada é definitivo no esporte, Júlio César fez duas grandes defesas e a primeira etapa terminou em bom momento para os italianos.

Nota 10! Samuel Eto'o jogou muito e desequilibrou a partida em Munique!

O caminho para o vestiário não deve ter sido nada agradável, mas a Inter de Milão mostrou que sabe lidar com a pressão e com o resultado adverso, afinal não se conquista três títulos na mesma temporada sem méritos. Vale lembrar que esse mesmo time, com Mourinho no comando, faturou o Campeonato Italiano 2009/2010, a Copa da Itália 2009/2010 e a Liga dos Campeões 2009/2010. E mesmo a turbulenta passagem de Benítez rendeu dois títulos: a Supercopa da Itália 2010 e o Mundial Interclubes da Fifa em dezembro de 2010.

Logo aos cinco minutos do segundo tempo, Leonardo arriscou tudo e colocou o jovem Philippe Coutinho na vaga do nervoso Stankovic. Coutinho tratou de colocar a bola no chão e começou a trocar bons passes com Sneijder. Mas a principal arma italiana para empatar e conseguir o gol da histórica classificação foi Samuel Eto’o. O camaronês abriu o placar logo aos 3 minutos e deu duas assistências perfeitas para Sneijder e Pandev! Uma partida para levar a nota 10! E o Júlio César? Fez duas defesas impressionantes na segunda etapa e se redimiu das falhas cometidas nos dois jogos contra o Bayern de Munique.

Ah, não posso me esquecer de avisar ao Luisinho holandês qual é o problema dele! Louis van Gaal, essa dor de estômago tem nome e sobrenome: Lucimar da Silva Ferreira! Você o conhece como Lúcio mesmo e… ele jogava no seu time, não é incrível como o mundo dá voltas?

Emoção! O brasileiro Leonardo comandou a Inter numa partida histórica!

Liga dos Campeões da Europa

Oitavas de Final – Bayern de Munique 2 x 3 Inter-ITA (15/03/2011)

Bayern de Munique: Kraft, Lahm, Breno (Kroos), Van Buyten (Badstuber) e Pranjic; Luiz Gustavo, Schweinsteiger, Robben (Altintop), Müller e Ribéry; Gomez

Técnico: Louis van Gaal

Inter-ITA: Julio César, Maicon, Lúcio, Ranocchia e Chivu (Nagatomo); Thiago Motta, Cambiasso e Stankovic (Coutinho); Sneijder; Pandev (Kharja) e Eto’o

Técnico: Leonardo

Gols do Bayern de Munique: Mário Gomes, aos 20, e Müller, aos 30 do primeiro tempo

Gols da Inter-ITA: Eto’o, aos quatro iniciais. Sneijder, aos 17, e Pandev, aos 42 minutos do segundo tempo

Local: Allianz Arena (ALE) / Árbitro: Pedro Proença (POR)

Cartão Amarelo: Luiz Gustavo e Breno (Bayern de Munique); Lúcio, Thiago Motta, Pandev e Kharja (Inter-ITA)

Nagatomo aproveita para mandar uma mensagem aos compatriotas!

O bom futebol retornou!

16/01/2011

Qual o peso de um treinador nas vitórias de uma equipe? No caso da Inter de Milão podemos dizer que a chegada do brasileiro Leonardo, ex-treinador do arqui-rival Milan, foi fundamental para a volta do bom futebol e das vitórias. José Mourinho venceu todos os torneios que disputou com a Inter na temporada 2009/2010, mas Rafa Benítez, apesar de vencer o Mundial de Clubes da Fifa, não emplacou no time milanês e foi demitido. O espanhol saiu atirando para todos os lados, dizendo que a Inter tinha um time velho e que não recebeu os reforços que pediu ao presidente Massimo Moratti.

Leonardo assumiu a equipe na sétima posição no Campeonato Italiano e após quatro vitórias seguidas já recolocou a Inter na briga pelo título. Mas qual foi o milagre? O zagueirão Materazzi – sempre ele! – deu uma declaração dizendo que Benítez era um guarda de trânsito dirigindo uma Ferrari! O certo foi que Benítez quis inventar e mudou o padrão de jogo de um time que venceu tudo o que disputou: Campeonato Italiano, Copa da Itália, Liga dos Campeões e a Supercopa da Itália – já sob o comando do espanhol. A derrota na final da Supercopa da Europa, 2 a 0 para o Atlético de Madrid, já mostrava que as mudanças feitas na equipe não estavam dando resultado. Benítez seguiu inventando, mudando e mexendo no time até ser demitido!

Campeão do mundo e demitido! Benítez não emplacou na Inter!

Assim que assumiu o time nerazurri, Leonardo deu liberdade para que Maicon e Eto’o voltassem a jogar abertos pela ponta e forçou as jogadas pelas laterais do campo, algo que não ocorria na formação desenhada pelo espanhol. Leo não tem todos os titulares disponíveis, Sneijder, Júlio César e Samuel estão lesionados, mas mesmo assim fez a equipe emplacar cinco vitórias seguidas, quatro pelo Italiano e uma pela Copa da Itália, e mostrar um padrão de jogo parecido com a Internazionale de José Mourinho.

A vitória deste sábado sobre o Bologna, por 4 a 1, foi construída de forma natural e com a participação efetiva de Samuel Eto’o que deu um passe preciso para Stankovic abrir o placar e ainda fez dois golaços – o segundo uma pintura em cobrança de falta. As comemorações alegres após os gols só reforçam que o bom ambiente está de volta e junto com ele vieram as vitórias que estavam em falta na gestão de Rafa Benítez.

Racismo, preconceito e golaço de Samuel Eto’o!

17/10/2010

Samuel Eto’o, camaronês, atacante do Inter de Milão, jogou três Copas do Mundo (1998, 2002 e 2010), ganhou duas Copas das Nações Africanas (2000 e 2002) e foi determinante na conquista do Ouro Olímpico em Sydney 2000. Eto’o conquistou a Copa del Rey, em 2003, jogando pelo modesto Mallorca, sendo comprado na temporada seguinte pelo Barcelona, onde venceu três Campeonatos Espanhóis (2004/2005, 2005/2006 e 2008/2009) e duas Champions League (2005/2006 e 2008/2009).

A história do camaronês no futebol italiano começou em 2009, após a milionária troca entre Barça e Internazionale envolvendo o sueco Zlatan Ibrahimovic. Pelo clube de Massimo Moratti, Eto’o teve uma temporada 2009/2010 perfeita, vencendo tudo: Campeonato Italiano, a Copa da Itália e a Champions League. Nesta temporada, a Inter de Milão já conquistou a Supercopa da Itália e irá jogar o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro.

Infelizmente, neste domingo, pela 7ª rodada do Campeonato Italiano, Samuel Eto’o foi obrigado a enfrentar insultos racistas por parte da torcida do Cagliari, no Estádio Sant’Elia. A resposta do jogador veio na bola, no campo, no talento! Aos 38 minutos da etapa inicial, o camaronês ajeitou na entrada da área, deu um corte seco no zagueiro e, de esquerda, disparou um balaço indefensável. Golaço para calar de vez a preconceituosa torcida da Sardenha.

Os italianos se revoltaram com a selvageria sérvia, no meio da semana, em partida válida pelas Eliminatórias da Eurocopa 2012, mas e agora? Qual a desculpa pela atitude no Estádio Sant’Elia? Existe desculpa, em pleno Século 21, para tais atos?

A Inter de Milão venceu fora de casa e segue na luta pelo título italiano!

Campeonato Italiano: 7ª Rodada

Sábado (16/10/2010)
13:00h – Milan 3 x 1 Chievo
15:45h – Roma 2 x 1 Genoa

Domingo (17/10/2001)
08:30h – Caglari 0 x 1 Inter de Milão
11:00h – Palermo 4 x 1 Bologna
11:00h – Juventus 4 x 0 Lecce
11:00h – Catania 1 x 1 Napoli
11:00h – Brescia 0 x 1 Udinese
11:00h – Cesena 1 x 1 Parma
11:00h – Sampdoria 2 x 1 Fiorentina
16:45h – Bari x Lazio

O Real Madrid de Cristiano Ronaldo lidera o Campeonato Espanhol!

Campeonato Espanhol: 7ª Rodada

Sábado (16/10/2010)
13:00h – Atlético de Madrid 2 x 0 Getafe
15:00h – Barcelona 2 x 1 Valência
15:00h – Málaga 1 x 4 Real Madrid

Domingo (19/09/2001)
13:00h – Levante 2 x 1 Real Sociedad
13:00h – Mallorca 0 x 1 Espanyol
13:00h – Racing Santander 1 x 0 Almeria
13:00h – La Coruña 0 x 0 Osasuna
15:00h – Athletic Bilbao x Zaragoza
17:00h – Sporting Gijón x Sevilla

Segunda-feira (20/09/2010)
17:00h – Hércules x Villareal

3ª Rodada: Espanhol & Italiano

19/09/2010

Com gols do argentino Di Maria e do português Cristiano Ronaldo, o Real Madrid venceu o Real Sociedad, fora de casa, pela terceira rodada do espanhol, conta sete pontos e está na terceira colocação no certame. A vitória foi a de número 300 na carreira do treinador português José Mourinho e mesmo sem uma grande exibição, o Real Madrid segue pontuando no campeonato. O grande jogo da rodada, no entanto, é o esperado duelo entre Diego Forlán, do Atlético de Madrid, e Lionel Messi, do Barcelona. A ESPN transmite ao vivo, neste domingo, às 14h.

Na terra da pizza e do panetone, o Inter de Milão venceu de virada o Palermo, por 2 a 1, e mesmo passando um grande sufoco conseguiu anotar mais três pontos. O time siciliano fez um bom segundo tempo, mas desperdiçou muitas chances na frente de Júlio César e a lei máxima do futebol foi aplicada: “Quem não faz, leva!” Samuel Eto’o mostrou ao uruguaio Abel Hernandes como um artilheiro deve se portar em campo e fez os dois gols que garantiram a virada. A equipe de Rafa Benítez soma sete pontos e lidera o italiano ao lado do Cesena que venceu o Lette, em casa, por 1 a 0.

Campeonato Espanhol: 3ª Rodada

Sábado (18/09/2010)
13:00h – Mallorca 2 x 0 Osasuna
13:00h – Espanyol 1 x 0 Almeria
15:00h – Sporting Gijón 2 x 2 Athtletic Bilbao
17:00h – Real Sociedad 1 x 2 Real Madrid

Domingo (19/09/2001)
12:00h – Racing Santander 2 x 0 Zaragoza
12:00h –Levante 1 x 2 Villarreal
12:00h – Hércules 1 x 2 Valencia
14:00h – Atlético de Madrid 1 x 2 Barcelona
16:00h – Málaga 1 x 2 Sevilla

Segunda-feira (20/09/2010)
16:00h – La Coruña x Getafe

Campeonato Italiano: 3ª Rodada

Sábado (18/09/2010)
13:00h – Fiorentina 1 x 2 Lazio
15:45h – Milan 1 x 1 Catania

Domingo (19/09/2001)
07:30h – Bari 0 x 0 Caglari
10:00h – Chievo 0 x 1 Brescia
10:00h – Palermo 1 x 2 Inter de Milão
10:00h – Roma 2 x 2 Bologna
10:00h – Parma 1 x 1 Genoa
10:00h – Cesena 1 x 0 Lette
10:00h – Udinese 0 x 4 Juventus
15:45h –Sampdoria 1 x 2 Napoli

Começa a fase de grupos da Liga dos Campeões!

15/09/2010

O Inter de Milão, atual campeão da Champions League, estreou com um empate fora de casa diante dos holandeses do Twente, 2 a 2, com gols de Sneijder e Eto’o. O técnico Rafa Benítez lançou os brasileiros Júlio César, Lúcio e Maicon como titulares, o jovem Philippe Coutinho entrou na etapa final. O empate não foi um resultado ruim, já que no outro jogo do grupo Werder Bremen e Tottenham também ficaram no 2 a 2.

O destaque de terça fica por conta da goleada do Barcelona, por 5 a 1, nos gregos do Panathinaikos, no Camp Nou, com direito a show do argentino Lionel Messi que marcou dois gols e ainda perdeu um pênalti. Nesta quarta, o badalado Real Madrid de José Mourinho recebe o Ajax e o Milan de Alexandre Pato, Thiago Silva, Ronaldinho Gaúcho e Robinho enfrenta o Auxerre.

Primeira Rodada da Liga dos Campeões:

14 de setembro de 2010

Twente 2 x 2 Inter de Milão
Werder Bremen 2 x 2 Tottenham
Lyon 1 x 0 Schalke 04
Benfica 2 x 1 Hapoel Tel-Aviv
Manchester United 0 x 0 Glasgow Rangers
Bursaspor 0 x 4 Valencia
Barcelona 5 x 1 Panathinaikos
Copenhague 1 x 0 Rubin Kazan

15 de setembro de 2010 [ATUALIZADO]

Bayern Munichen 2 x 0 Roma
Cluj 2 x 1 Basel
Zilina 1 x 4 Chelsea
Olympique Marsella 0 x 1 Spartak Moscow
Milan 2 x 0 Auxerre
Real Madrid 2 x 0 Ajax
Arsenal 6 x 0 Braga
Shakhtar Donetsk 1 x 0 Partizan Belgrado

2ª Rodada: Espanhol & Italiano

12/09/2010

Pela segunda rodada do Campeonato Italiano, o zagueiro Lúcio foi o grande destaque da vitória da Inter de Milão, por 2 a 1, sobre a Udinese. Com o resultado a equipe interista chegou aos quatro pontos e ocupa a sexta posição na tabela. O Chievo bateu o Genoa fora de casa, por 3 a 1, e assumiu a liderança isolada. Todos os jogos da terceira rodada acontecerão no próximo domingo. O campeonato começou com boas surpresas e promete ser equilibrado neste primeiro momento.

Váldez marca duas vezes e o Barcelona é derrotado no Camp Nou!

O poderoso Barcelona, com Lionel Messi em campo, foi surpreendido em casa pelo modesto Hércules e conheceu a primeira derrota no Campeonato Espanhol. O paraguaio Valdez fez os dois gols do jogo: Barcelona 0 x 2 Hércules. O rival direto na disputa pelo título não quis ver a zebra passear no Santiago Bernabéu e mesmo jogando sem inspiração somou três pontos: Real Madrid 1 x 0 Osasuna. O Atlético de Madrid, do uruguaio Diego Forlán, venceu o Athletic Bilbao na casa do adversário, por 2 a 1, e lidera a competição com seis pontos.

Campeonato Espanhol: 2ª Rodada

Sábado (11/09/2010)
13:00h – Barcelona 0 x 2 Hércules
13:00h – Valencia 1 x 0 Racing Santander
15:00h – Real Madrid 1 x 0 Osasuna
17:00h – Athtletic Bilbao 1 x 2 Atlético de Madri

Domingo (12/09/2001)
12:00h – Zaragoza 3 x 5 Málaga
12:00h – Sporting Gijón 2 x 0 Mallorca
12:00h – Getafe 4 x 1 Levante
14:00h – Villarreal 4 x 0 Espanyol
16:00h – Sevilla 0 x 0 La Coruña

Segunda-feira (13/09/2010)
16:00h – Almeria 2 x 2 Real Sociedad

Diego Forlán é o principal jogador do Atlético de Madrid na atual temporada

Campeonato Italiano: 2ª Rodada

Sábado (11/09/2010)
13:00h – Inter de Milão 2 x 1 Udinese
15:45h – Cesena 2 x 0 Milan
15:45h – Cagliari 5 x 1 Roma

Domingo (12/09/2001)
07:30h – Brescia 3 x 2 Palermo
10:00h – Lecce 1 x 0 Fiorentina
10:00h – Catania 2 x 1 Parma
10:00h – Genoa 1 x 3 Chievo
10:00h – Juventus 3 x 3 Sampdoria
10:00h – Lazio 3 x 1 Bologna
15:45h – Napoli 2 x 2 Bari

Inter vence a Supercopa da Itália 2009/2010!

23/08/2010

No sábado, a Internazionale de Milão venceu, de virada, o Roma, por 3 a 1, e conquistou a Supercopa da Itália, o primeiro título da temporada 2010/2011 do futebol italiano. Esse é também o primeiro título do novo técnico da equipe, o espanhol Rafa Benítez que tem a difícil missão de substituir o português José Mourinho, agora no Real Madrid.

O título desse fim de semana dá sequência aos impressionantes resultados obtidos por Mourinho na temporada 2009/2010: campeão da Copa da Itália, do Campeonato Italiano e da Liga dos Campeões da Europa. Por outro lado, o Roma foi vice-campeão da Copa da Itália e segundo colocado no italiano, ou seja, o adversário perfeito a ser batido numa final pelo Inter de Milão: são três vices campeonatos em menos de um ano!

O espanhol Rafa Benítez adota o esquema tático da moda: 4-3-2-1

Após a decepção italiana na Copa do Mundo da África do Sul, os jogadores só pensam nos clubes e a nova formação do Internazionale, sob comando de Rafa Benítez, promete ser tão eficiente quanto a da temporada passada. Os destaques da conquista foram o zagueiro Lúcio, o meia Sneijder e o camaronês Samuel Eto’o que anotou dois gols na etapa final – Pandev, no primeiro tempo, empatou a partida. O novo treinador fez alterações no esquema tático, mas a liberdade de criação para Sneijder continua. O camisa 10 interista deu belo passe para Eto’o fazer 3 a 1 e enterrar uma possível reação do Roma.

O próximo desafio do Inter de Milão, ainda colhendo os frutos da excelente temporada passada, será encarar o Atlético de Madrid, campeão da Liga Europa 2009/2010, na disputa pela Supercopa Européia, nesta sexta, 27/08, em Mônaco, com transmissão da ESPN. O título é inédito para as duas equipes e o confronto promete ser de alto nível!

Samuel Eto'o x Diego Fórlan: quem vai levar a melhor nesta sexta?

Honda acelera e classifica o Japão!

26/06/2010

Ninguém conseguiu segurar o veloz Honda!

Com uma atuação excelente do atacante Honda, a seleção japonesa protagonizou uma das melhores exibições no mundial, derrotou a Dinamarca e se garantiu nas oitavas de final com todo mérito. Uma vitória a ser comemorada pelo técnico japonês Takeshi Okada, que mesmo precisando apenas de um simples empate, mandou sua equipe atacar desde o inicio do jogo. A seleção dinamarquesa de Rommedahl e Bendtner foi uma das boas surpresas do mundial, mas não conseguiu segurar o ímpeto dos atacantes japoneses.

Dois belos jogos nas oitavas de final:

Holanda x Eslováquia = segunda, 28/06, 11h

Paraguai x Japão = terça, 29/06, 11h

Abre o olho, rapaz! A seleção japonesa está classificada!

Ficha técnica:

Japão 3 X 1 Dinamarca

Japão: Kawashima; Komano, Nakazawa, Tulio Tanaka e Nagatomo; Abe, Matsui (Okazaki), Endo (Inamoto), Hasebe; Honda e Okubo (Konno)

Técnico: Takeshi Okada

Dinamarca: Sorensen; Jacobsen, Agger, Kroldrup (Larsen), Simon Poulsen; Christian Poulsen, Jorgensen, Kahlenberg (Eriksen); Rommedahl, Tomasson e Bendtner

Técnico: Morten Olsen

Gols do Japão: Honda, aos 17, e Endo, aos 29 minutos iniciais, e Okazaki, aos 42 do segundo tempo

Gol da Dinamarca: Tomasson, aos 35 minutos do segundo tempo

Estádio: Royal Banfokeg, em Rustemburgo

Data/hora: 24/06/2010 – 15h30m (de Brasília)

Árbitro: Jerome Damon (RSA)

Auxiliares: Celestin Ntagungira e Enock Molefe (RSA)

Cartão Amarelo: Endo, Nagatomo (JAP), Kroldrup, Bendtner (DIN)

Festa holandesa e mais uma decepção para Eto'o

Camarões se despede do mundial com derrota

Uma participação para ser apagada da memória do torcedor camaronês. Uma atuação ridícula e arrogante de uma seleção que se mostrou um amontoado de bons jogadores e sem nenhum compromisso. Não foram essas as críticas do ídolo Roger Milla?

A derrota por 1 a 0, para o Japão, na primeira rodada, era o anúncio do desastre que acabou sendo confirmado, após nova derrota, desta vez para a Dinamarca, por 2 a 1 e de virada. O jogo contra a Holanda valia a honra de Camarões e de Samuel Eto’o, autor dos únicos gols camaroneses no mundial, mas que não fez nenhuma partida brilhante. A chance foi perdida, mais uma vez.

Sem motivos para comemorar: gol de Eto'o não evita derrota na despedida

Samuel Eto’o disputa com Milla o posto de maior nome do futebol camaronês e uma Copa do Mundo no continente africano era a oportunidade que o jogador do Inter de Milão sonhava. Eto’o, de 29 anos, estava em seu terceiro mundial, antes jogou em 98 e 2002, e nunca conseguiu levar Camarões para as oitavas de final, sempre ficando na fase de grupos. O inédito Ouro Olímpico em Sidney 2000 é o maior trunfo de Eto’o que venceu duas vezes a Copa das Nações Africanas em 2000 e 2002.

Momento histórico: o gol da vitória sobre a Colômbia em 90

Roger Milla jogou na Espanha 82 (ficou na fase de grupos) e voltou com Camarões para o mundial de 90 quando encantou o mundo com gols e dribles desconcertantes. A seleção camaronesa ficou em 1º lugar no Grupo B que tinha Argentina, URSS e Romênia. Milla marcou os dois gols da vitória de 2 a 1 sobre a Colômbia nas oitavas de final e Camarões só foi cair nas quartas de final, diante da Inglaterra, na prorrogação, por 3 a 2, num dos melhores jogos do mundial. Nunca uma seleção africana foi tão longe numa Copa do Mundo, terminado na sétima colocação.

Em 94, nos Estados Unidos, Camarões não passou da fase de grupos, mas com o gol feito na derrota para a Rússia por 6 a 1, Roger Milla, aos 42 anos, entrou para a história como o jogador mais velho a marcar gols em mundiais. Milla ainda foi bicampeão da Copa das Nações Africanas em 1984 e 1988 e por tudo que fez pelo futebol do continente é chamado de “Excelência” pelos camaroneses.

Roger Milla, aos 42 anos, comemora um gol em Copa do Mundo!

Classificação do Grupo E:

Seleção Pontos Jogos Vitória Empate Derrota GP GC Saldo
Holanda 9 3 3 0 0 5 1 4
Japão 6 3 2 0 1 4 2 2
Dinamarca 3 3 1 0 2 3 6 -3
Camarões 0 3 0 0 3 2 5 -3

Ficha técnica:

Camarões 1 X 2 Holanda

Camarões: Souleymanou, Assou Ekotto, Nkoulou (Song), Mbia e Geremi; Nguemo, Chedjou, Bong (Aboubakar) e Makoun; Eto’o e Choupo Moting (Idrissou)

Técnico: Paul Le Guen

Holanda: Stekelenburg, Boulahrouz, Heitinga, Mathijsen e Van Bronckhorst; De Jong, Van Bommel e Sneijder; Van der Vaart (Robben), Van Persie (Huntelaar) e Kuyt (Elia)

Técnico: Bert van Marwijk

Gol de Camarões: Eto’o, aos 18 minutos iniciais

Gols da Holanda: Van Persie, aos 35 minutos do primeiro tempo, e Huntelaar, aos 38 da etapa final

Estádio: Green Point, Cidade do Cabo

Data/hora: 24/06/2010 – 15h30m (de Brasília)

Árbitro: Pablo Pozo (CHI)

Auxiliares: Patrício Basualto e Francisco Mondria (CHI)

Cartão Amarelo: Nkoulou e Mbia (CAM) Kuyt, Van Bronckhorst e Van der Vaart (HOL)

Torcedores holandeses confiantes no título mundial em 2010!

Obediência tática e talento para ser campeão

22/05/2010

O técnico José Mourinho levou o limitado elenco da Internazionale de Milão à conquista da Liga dos Campeões e ainda conseguiu a inédita tríplice coroa européia para um time italiano, já que antes havia faturado a Copa da Itália e o Campeonato Italiano. Os grandes favoritos como Real Madrid, Barcelona, Chelsea e Manchester United foram caindo pelo caminho enquanto a Inter seguia firme até a final.

O diferencial da equipe de Milão foi o padrão tático adotado por Mourinho, a entrega de seus jogadores e a incrível estrela do artilheiro Diego Milito – foram dele todos os gols nas duas finais e na rodada decisiva do italiano contra o Siena. Milito fez o gol da vitória de 1 a 0 sobre a Roma na final da Copa da Itália e marcou os dois tentos na grande decisão da Champions League temporada 2009/2010 sobre o favorito Bayern de Munique.

Diego Milito foi eleito o melhor jogador da final da Champions League

Chamado de retranqueiro por parte da imprensa italiana, José Mourinho respondeu aos críticos com títulos. Ciente que não tinha o melhor elenco em mãos, Mourinho armou a Internazionale para jogar nos contra-ataques e criou uma defesa quase intransponível. Lúcio, Samuel, Maicon, Chivu, Zanetti e Cambiasso formaram um muro de proteção diante da meta de Júlio César. Do meio pra frente, com toques curtos e rápidos, Sneijder e Pandev chegavam com perigo ao gol adversário em tabelas com Diego Milito e Samuel Eto’o.

A campanha até a grande final mostra que o título foi mais do merecido, foi incontestável. Na fase de grupos, a Inter se classificou em segundo lugar com nove pontos – duas vitórias, três empates e apenas uma derrota para o poderoso Barcelona de Lionel Messi por 2 a 0. O time ainda não apresentava o equilíbrio entre ataque e defesa que surpreendeu os favoritos no mata-mata: foram seis gols sofridos em seis jogos e apenas sete gols anotados.

Sacrificado pelo esquema tático, Eto'o foi recuado para ajudar na marcação

Nas oitavas-de-final, o primeiro grande desafio contra o Chelsea de Michael Ballack, Frank Lampard e Didier Drogba. A zebra correu solta no Stamford Bridge e a vitória por 2 a 1, fora de casa, deixou a classificação encaminhada. Os dois triunfos sobre o Chelsea chamaram a atenção da imprensa, dos adversários e trouxeram segurança e tranquilidade para a equipe. O CSKA Moscou foi a próxima vítima do estilo de jogo armado por Mourinho e novamente a classificação foi assegurada com duas vitórias.

Quem apostaria que o Barcelona de Messi, Ibrahimovic e Daniel Alves seria eliminado antes da final e pelo limitado time de Mourinho? Apesar da boa vitória por 3 a 1, no primeiro confronto em casa, até os mais fanáticos torcedores temiam enfrentar o Barcelona no Camp Nou. No jogo de ataque contra defesa, a disposição tática da Inter superou a técnica do Barça e a derrota por 1 a 0 foi suficiente para garantir a vaga na final contra o Bayern de Munique.

José Mourinho deu adeus aos torcedores da Inter

José Mourinho, o grande arquiteto da conquista, está de saída e o destino deverá ser mesmo o Real Madrid de Kaká e Cristiano Ronaldo. Diego Mitito, Lúcio, Maicon, Júlio César e Samuel Eto’o voltam o pensamento para a Copa do Mundo na África do Sul, mas com o Mundial de Clubes da Fifa em foco. Maicon interessa ao time madrileno, mas afirma que o desejo é continuar no clube:

– Eu fico na Inter, pois tenho contrato até 2014. Apesar do frio de Milão, eu me sinto bem. Ainda tenho muitas competições para disputar, como Mundial de Clubes e Supercopa Européia. O Mundial é um titulo que falta para o clube e é uma oportunidade de fazer história. Quero sair por cima – prometeu o lateral na coletiva de imprensa após a conquista.

Maicon quer ser campeão do mundo com a seleção e com a Inter

Ficha técnica:

Bayern de Munique 0 x 2 Inter de Milão (22/05/2010)

Bayern de Munique: Butt, Lahm, Demichelis, Van Buyten e Badstuber; Van Bommel, Schweinsteiger, Robben, Müller e Altintop (Klose); Olic (Mario Gomez).

Técnico: Louis Van Gaal.

Internazionale: Julio César, Maicon, Lúcio, Samuel e Chivu (Stankovic); Cambiasso, Zannetti e Sneijder; Eto’o, Pandev (Muntari) e Milito (Materazzi).

Técnico: José Mourinho

Gols: Milito, aos 34 minutos do primeiro tempo e aos 25 minutos do segundo tempo.

Local: Santiago Bernabéu, Madri (ESP).

Árbitro: Howard Webb (Inglaterra)

Cartões amarelos: Demichellis e Van Bommel (Bayern); Chivu (Inter)

Auxiliares: Michael Mullarkey e Darren Cann (Inglaterra)

Lúcio deu o troco em Van Gaal após ser dispensado na temporada passada