Fogão na briga pelo título!

No atual modelo do Campeonato Brasileiro, todos os jogos são importantes e os pontos somados ajudam a traçar o caminho da equipe, mas mesmo na “Era dos pontos corridos” algumas partidas possuem jeito de decisão e ontem, contra o Palmeiras, no Engenhão, o Botafogo venceu a primeira batalha no longo caminho que leva ao título brasileiro. Felipão não é um treinador qualquer e com um elenco mediano conseguiu colocar o Palmeiras na sexta colocação, logo abaixo do Botafogo, e estava animado após bater o líder Corinthians no fim de semana, então esse era um jogo-chave para as pretensões alvinegras.

O pensamento de Caio Júnior é assegurar a vaga para a Libertadores, o que significa ficar entre os quatro primeiros, e depois pensar na briga pelo título. A tese faz sentido já que do quarto ao primeiro lugar o pulo é menor e ainda ajuda a diminuir a ansiedade dos jogadores. Como o Botafogo suportará a pressão de ser um dos protagonistas do Brasileirão? A última vez que isso aconteceu foi em 2007, na “Era Cuca”, quando terminamos o turno em 2º lugar e a seis pontos do líder São Paulo. A traumática eliminação na Copa Sul-Americana para o River Plate fez a máquina alvinegra desandar e os sonhos de conquista foram ladeira abaixo.

Fogão bom de bola! Os jogadores acreditaram no projeto de Caio Júnior!

O confronto contra o Santos, adiado, pode ser o “fiel da balança” e dependendo de quando o jogo acontecer poderá ser decisivo para o Campeonato Brasileiro. Que baita pisada de bola da CBF! O Botafogo terá uma semana para recuperar o elenco para quarta, dia 7 de Setembro quando pegará o Ceará num Engenhão lotado, mas ficará com o famoso asterisco (*) até que a pendenga seja resolvida. Se o time seguir na Sul-Americana, e isso é algo bem provável, o jogo será empurrado cada vez mais para o fim da tabela e próximo do período de preparação para o Mundial da Fifa. E aí, senhor Ricardo Teixeira? Que lambança, que lambança!

Ah, e o jogo de ontem? Um espetáculo! Show de futebol! Uma aula tática para inglês ver! Os atacantes palmeirenses não conseguiram jogar dentro da nossa área e só arremataram de longe e para longe. Jefferson foi mais um torcedor em campo e pode até pensar na lista de compras do mês! O Fogão tem agora a segunda melhor defesa do BR-11 com 20 gols sofridos, média de um gol por jogo, e o quarto melhor ataque com 32 gols, média de 1,6 gol/jogo. O que mostra um equilíbrio entre os setores – antigo objetivo de Caio Júnior.

Gooooool! Gustavo e Herrera balançaram as redes no Engenhão!

O quarteto ofensivo formado por Loco Abreu, Herrera, Elkeson e Maicosuel infernizou a defesa adversária que só parava o jogo apelando para faltas e foi na bola parada que Renato fez a diferença com levantamentos precisos para os gols que pavimentaram a vitória. Lucas e Cortês estão aprendendo a marcar e a cobertura para a subida dos laterais está sendo feita de forma perfeita por Renato e Marcelo Mattos. Vitória incontestável!

O elenco alvinegro mostrou que pode servir bem ao técnico Caio Júnior e quem entrou desempenhou bem as funções exigidas pelo comandante. Gustavo fez boa dupla com Fábio Ferreira e supriu a ausência de Antônio Carlos até mesmo nas jogadas ofensivas e balançou as redes de Deola. Felipe Menezes entrou para cadenciar o meio de campo e descansar Maicosuel – que correu muito ontem! Caio e Lucas Zen tiveram o mesmo papel e permitiram que Herrera e Marcelo Mattos saíssem para receber os merecidos aplausos da torcida! O duelo contra o Ceará não será fácil, será outra decisão, mas precisamos da vitória!

Vamos, FOGO!

Rivalidade de lado: torcida do Botafogo na corrente por Ricardo Gomes!

Ficha Técnica:

20ª Rodada: Botafogo 3 x 1 Palmeiras (31/08/2011)

Botafogo: Jefferson; Lucas, Gustavo, Fábio Ferreira e Cortês; Marcelo Mattos (Lucas Zen), Renato, Maicosuel (Felipe Menezes) e Elkeson; Herrera (Caio) e Loco Abreu

Técnico: Caio Júnior

Palmeiras: Deola; Cicinho (João Vitor), Thiago Heleno (Leandro Amaro), Henrique e Gabriel Silva; Chico, Márcio Araújo, Marcos Assunção, Rivaldo e Tinga (Ricardo Bueno); Fernandão

Técnico: Luis Felipe Scolari

Gols do Botafogo: Herrera, aos quatro minutos iniciais, Gustavo, aos 22 do primeiro tempo, e Maicosuel, aos 17 da etapa final

Gol do Palmeiras: Marcos Assunção, nos acréscimos

Local: Engenhão (RJ) / Público: 8.352 pagantes / Renda: R$ 123.860,00

Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)

Cartão Amarelo: Cortês e Elkeson (Botafogo); Rivaldo e Henrique (Palmeiras)

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

2 Respostas to “Fogão na briga pelo título!”

  1. Urso Vascaino Says:

    Bonita homenagem da Cachorrada ao comandante do Trem Bala da Colina.

    • christianjafas Says:

      Todos os jogadores estavam com o nome do Ricardo Gomes no uniforme. Achei a ideia simples, mas muito eficiente!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: