Como é difícil fazer gols…

A famosa frase que estava sumida retornou cedo neste Campeonato Brasileiro… Não, não essa que você está pensando e que diz: “Tem certas coisas que só acontecem ao Botafogo!” Acredito que ainda seja cedo para entoar esse mantra, mas o verdadeiro “Quem não faz, leva!” apareceu na Arena da Baixada. Foi um incrível festival de gols perdidos e outra vez consagramos o goleiro adversário e de quebra ressuscitamos o quase enterrado Atlético-PR.

Quantos gols perdidos! Não consegui sequer contar todas as oportunidades e que relato somente as mais claras. Alexandre Oliveira obrigou o goleiro a uma defesa fantástica, mas depois, sozinho, livre, sem impedimento, cabeceou uma bola na trave! Imperdoável! Antônio Carlos perdeu gol na pequena área, sem marcação e novamente de cabeça! A pressão botafoguense poderia ter se transformado em goleada se em campo tivesse um jogador com intimidade para balançar as redes adversárias! Por onde anda o Túlio Maravilha?

O adversário não teve esse problema. Com um futebol limitado, na base do chutão e do bumba-meu-boi, o Furacão contou o oportunista Morro Garcia para empurrar a bola para dentro. Simples assim. De que adianta posse de bola, toque bonito, inversão de jogo, mudanças táticas… Para quê? O importante no futebol não é a vitória? Não é o resultado? O time parou de fazer gols, mas não de levar. Foram quatro gols sofridos em duas partidas e apenas um anotado. Aliás, golaço do garoto Alex que mostrou ser mais matador do que o time todo. Derrota injusta? Outra vez?

Descalibrado? Elkeson não finalizou com perigo em nenhum momento!

Antes da falência do sistema ofensivo, o Botafogo estava em 3º lugar e agora, quatro rodadas depois, pode cair para oitavo e muito longe da zona de classificação da Libertadores. Caio Júnior armou bem a equipe, fez as alterações certas, mas o lado esquerdo parece que nunca irá se acertar. As jogadas dos dois gols foram por aquele setor em falhas de marcação de Márcio Azevedo e depois de Somália. Algo precisa ser feito para melhorar a equipe por ali e desde já adianto que não será com um esquema com três zagueiros!

Loco Abreu pode comemorar o título da Copa América amanhã – ou não – mas precisa voltar correndo para General Severiano e entrar em campo contra o Avaí nesta quarta! Nada de folga e nada de férias porque aqui é “Nada de Gols!” Nesse tempo, o Túlio já teria marcado uns dez gols contra Bahia, Atlético-GO, Corinthians e Atlético-PR! E falo isso sem medo de errar!

Vamos, FOGO!

Maicosuel melhorou na segunda etapa, mas está longe de ser "O Mago!"

Ficha Técnica:

11ª Rodada: Atlético-PR 2 x 1 Botafogo (23/07/2011)

Atlético-PR: Renan Rocha; Edílson, Gustavo, Fabrício e Paulinho; Deivid, Cleber Santana, Kleberson (Fransérgio), Marcinho (Branquinho) e Madson; Morro García (Edigar)

Técnico: Renato Gaúcho

Botafogo: Jefferson; Alessandro, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo (Felipe Menezes); Marcelo Mattos, Renato, Elkeson e Maicosuel; Léo (Somália) e Alexandre Oliveira (Alex)

Técnico: Caio Júnior

Gols do Atlético-PR: Morro Garcia, aos 39 do primeiro tempo e aos 28 do 2º

Gol do Botafogo: Alex, aos 43 minutos da etapa final

Local: Arena da Baixada (PR) / Público: 12.740 pagantes / Renda: R$ 206.510,00

Árbitro: Paulo Cesar Oliveira (SP)

Cartão Amarelo: Gustavo Araújo, Deivid e Fransérgio (Atlético-PR), Antônio Carlos e Márcio Azevedo (Botafogo)

Cartão Vermelho: Marcelo Mattos (Botafogo)

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

2 Respostas to “Como é difícil fazer gols…”

  1. saulo Says:

    Já tô cansado de falar que, o Botafogo toma iniciativa nos primeiros minutos, mas não tem boas finalizações e criações. Depois, o Botafogo desaparece e o adversário aproveita. Isso tá acontecendo várias vezes e o Caio Junior precisa ficar ligado.

    É a quarta partida sem vitória e o Botafogo precisa acordar. Já tá na hora de “sair da cama”. A moleza tem que acabar e ter mais seriedade.

    A próxima partida é contra o Avaí, no Engenhão. Este jogo, o Botafogo tem a obrigação de vencer.

    • christianjafas Says:

      Saulo,

      Com o elenco que tem, a estrutura para treinos e salário em dia, ou seja, nenhum problema sério, era obrigação vencer Bahia e Atlético-GO!

      Paciência! O time está criando jogadas, sufocando no início de cada tempo, mas quem faz os gols???

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: