Derrota fora de hora!

A torcida do Botafogo teve uma noite feliz no estádio emprestado pelo Vasco da Gama: vaiou o time, vaiou o Alessandro, vaiou até mesmo o Maicosuel e, de quebra, ainda gritou histericamente por: “Cuca! Cuca! Cuca!” Se não me falha a memória foi essa mesma torcida que bradou em 2009, na final da Taça Guanabara, depois da vitória sobre o Resende: “Vice é o Cuca!” Não foi? Incoerências, incoerências e impaciência!

A diretoria não pode agir como essa torcida esquizofrênica que se apresenta nos últimos anos. O trabalho de Caio Júnior está sendo bem realizado e o 6º lugar no Campeonato Brasileiro é surpreendente para um time que foi eliminado de cinco competições no primeiro semestre. Cinco? Isso mesmo: a eliminação no estadual vale por três, depois vieram a Copa do Brasil e a Taça Carlos Alberto Torres.

O bom futebol apresentado contra o Coritiba, Grêmio e, principalmente, diante do São Paulo fez os torcedores sonharem com o título – e eu sou um deles – mas devemos analisar que o campeonato é longo, muito pode acontecer e que ainda temos tempo para uma recuperação. O time com Renato e Marcelo Mattos terá um meio de campo consistente e o setor de criação conta com Maicosuel, Elkeson, Felipe Menezes – será que ele joga alguma coisa? – e depois ainda teremos Everton e Lucas.

Elkeson tentou, tentou, mas não conseguiu furar a retranca do Corinthians!

A volta de Loco Abreu será fundamental para o equilíbrio ofensivo do esquema planejado por Caio Júnior. Para o time engrenar de vez só falta um matador! Herrera não é esse jogador; Alexandre Oliveira, pelo que mostrou ontem, também não e o Elkeson está muito confortável chegando com a bola dominada. Então temos que esperar pelo retorno do uruguaio.

As lesões que agora atrapalham o nosso time irão incomodar o líder Corinthians em breve. Everton, Lucas e Cortês são titulares e estavam jogando bem até irem para o Departamento Médico. O problema da lateral-esquerda é crônico, parece impossível conseguir preencher aquela parte do terreno com alguma qualidade. Lucas Zen foi bem na marcação, mas não teve poder ofensivo e o Márcio Azevedo entrou com disposição, mas abriu uma avenida por onde nasceu o segundo gol paulista.

A solução é trabalho, trabalho e trabalho. Não adianta a torcida vaiar, reclamar ou espernear. O time é esse, o elenco é esse e o treinador é esse. Será com essas peças que iremos enfrentar o difícil BR-11 e depois sonhar com o título da Copa Sul-Americana! Eu acredito! Só de lembrar que em tempos bem recentes tive que atuar o Victor Simões… A diretoria montou um grupo competitivo, temos reservas e só precisamos do mais impossível: do apoio das arquibancadas e isso não se compra!

Vamos, FOGO!

"Calma! Calma!" Não é hora para desespero! Tem muito BR-11 pela frente!

Ficha Técnica:

10ª Rodada: Botafogo 0 x 2 Corinthians (20/07/2011)

Botafogo: Jefferson; Alessandro, Antonio Carlos, Fábio Ferreira e Lucas Zen (Márcio Azevedo); Marcelo Mattos, Renato, Elkeson e Maicosuel (Thiago Galhardo); Caio (Alexandre Oliveira) e Herrera

Técnico: Caio Júnior

Corinthians: Julio César; Weldinho, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Danilo; Jorge Henrique (Emerson), William (Alex) e Liedson (Edenilson)

Técnico: Titi

Gols do Corinthians: Liédson, aos 43 da etapa inicial, e Paulinho, aos 48 minutos do segundo tempo

Local: São Januário (RJ) / Público: 8.128 pagantes / Renda: R$ 135.010,00

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)

Cartão Amarelo: Herrera (Botafogo); Liedson e Fábio Santos (Corinthians)

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: