Águas de Março…

Joel Santana assumiu o comando do Botafogo após a terrível goleada sofrida por 6 a 0, para o Vasco, ainda na Taça Guanabara 2010, e deixou o clube após outra derrota para o Vasco, dessa vez por 2 a 0, pela Taça Rio 2011. Foram 14 meses dirigindo o time da Estrela Solitária e três títulos: Taça Guanabara 2010, Taça Rio 2010 e o Campeonato Carioca 2010. Foram 76 jogos, com 41 vitórias, 23 empates e 12 derrotas, 142 gols pró e apenas 58 contra, um aproveitamento de 64% dos pontos possíveis e a sexta colocação no Campeonato Brasileiro em 2010.

O pecado do Natalino, nesse início de temporada, foi não conseguir se adaptar aos anseios dos jogadores e de grande parte da torcida alvinegra. Elenco e arquibancada não agüentavam mais ver a equipe na defensiva! Loco Abreu foi o único a expor esse problema publicamente, mas jogadores como Herrera e Cajá não se mostravam muito satisfeitos em ter que recuar para ajudar na marcação. Caio aumentou a polêmica ao postar sua insatisfação no Twitter depois de entrar com a missão de acompanhar o lateral adversário.

Qualquer jogo, qualquer competição... Joel se irrita com falhas da defesa!

O título de 2010 jamais será esquecido e a luta, até a última rodada, pela vaga na Libertadores também encheu o alvinegro de orgulho, mas depois de um ano era de se esperar que treinador e diretoria conseguissem levar o Botafogo a jogar com mais técnica e qualidade. A quase eliminação ainda na primeira fase da Copa do Brasil diante do modestíssimo River Plate de Sergipe revelou toda a instabilidade do esquema tático de Joel. A liberação de Renato Cajá ao futebol chinês agravou a crise que parecia contornada após a bela exibição da equipe contra o Americano com a goleada por 4 a 0.

Pior do que a derrota para o Vasco, o Botafogo ainda é líder do Grupo B, foi a forma como a equipe atuou. A irritação do torcedor que estava no Engenhão chegou ao extremo com a saída de Everton e a manutenção do Somália. Erro duplo! O jogador deveria ter caído em campo, já que estava com câimbras nas duas pernas, e a torcida exagerou ao pedir a expulsão do treinador – o que de fato acabou ocorrendo.

Chuvas e trovoadas no céu alvinegro! Abreu e Joel entram em choque!

Futebol é paixão e paixão é desmedida. Agradeço ao Joel pelo resgate da auto-estima botafoguense, por vencer duas vezes o Flamengo em jogos decisivos, por bater o Vasco na decisão da Taça Guanabara e por eliminar o Fluminense na semifinal da Taça Rio. Fizemos um bom Campeonato Brasileiro e sexta colocação foi a melhor desde o título de 1995. Obrigado Joel!

Vale lembrar que esses não foram os únicos títulos que o Natalino conquistou em General Severiano! Em 1997 algo parecido ocorreu quando o Botafogo de Gonçalves e Dimba bateu o tão badalado Vasco de Edmundo & Cia. Joel era o comandante alvinegro! Vou escrever sobre o título de 97 depois.

Ligação afetiva! Joel e a foto com Nilton Santos na famosa prancheta!

Ficha Técnica:

Nome: Joel Santana

Data de Nascimento: 25/12/1948

Natural de: Rio de Janeiro (RJ)

Títulos pelo Botafogo:

Campeonato Carioca: 1997, 2010

Taça Guanabara: 1997, 2010

Taça Rio: 1997, 2010

Anúncios

Tags: , , , , , , , , ,

4 Respostas to “Águas de Março…”

  1. saulo Says:

    Estava nítido que não tinha mais clima pra ele. Tomara que, o próximo treinador possa dá outra cara a esse time. É claro que, o Botafogo precisa de novas contratações e com qualidade.

    • christianjafas Says:

      Pois é, pois é. Ele não tinha mais comando do elenco. O Caio pode ser cai, cai, mas não quer ser o “Talismã do Papai” a vida toda. O Herrera volta para ajudar na marcação e está morto para ir ao ataque. O mesmo podemos dizer do Everton que corre que nem um louco para fechar a saída d ebola adversária. O problema é que existe um espaço imenso entre o trio ofensivo (Loco-Herrera-Everton) e o resto do time e foi nesse buraco que o Vasco fez a festa!

      Isso eu não aceito! Três zagueiros, os laterais presos e três volantes! Pô, é muito fácil marcar e anular uma equipe assim! Ele queria vencer na base do chutão de novo? Se o gol do Herrera não fosse anulado – ele está muito no limite de estar impedido – o Botafogo teria se fechado mais ainda no 2º tempo!

  2. Dani Says:

    Gostei muito do seu artigo. Apesar da paixão explícita pelo Botofogo articulou bem os prós e contras. Espero que alguém da Flapress leia a aprenda um pouco.

    Acho que lição do episódio Joel é essa: ser grato e não esquecer os bons momentos. Simplesmente não estava mais dando certo. Quantas histórias de amor não terminam assim, o casal não funciona mais junto e o jeito é se separar mesmo que o sentimento continue forte. Mas uma coisa é certa: não podemos apagar o passado, ainda mais tão glorioso como o nosso. Salve o Botafogo! Salve o Joel!

    • christianjafas Says:

      O Botafogo é maior do que qualquer treinador, jogador e até mesmo torcida. A única torcida que joga contra o time é da do Botafogo, ou seria a do Setor Oeste Inferior?

      Espero que o Caio Jr. consiga fazer o time jogar para frente e vencer!

      Vamos, FOGO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: