Archive for novembro \11\UTC 2010

Água no chope!

11/11/2010

O Botafogo enfrentou o Avaí, no domingo, no Estádio da Ressacada, e depois seguiu direto para Fortaleza, no Ceará, onde jogou nesta quarta, completando uma maratona insana e impensada. Se a emissora que detém os direitos de transmissão precisava de um jogo para exibir em rede, já que Palmeiras x Atlético-MG, pela Sul-Americana, foi direcionado para o estado de Minas Gerais, porque não escalar o querido clube da Lagoa para essa tarefa?

O Flamengo ainda luta contra o rebaixamento – essa é a verdade, embora Vanderlei Luxemburgo diga que o time briga pela vaga na Copa Sul-Americana em 2011 – e um resultado ruim, empate ou derrota, mesmo jogando em casa, já esperado diante do Atlético-PR, e a CBF não iria arriscar colocar Atlético-MG x Flamengo nesta quarta, embora fosse o mais lógico a se fazer. O time da Lagoa jogou no domingo, no Rio, e poderia muito bem ir até Minas Gerais para enfrentar o Atlético-MG que faria as duas partidas em casa na sequência, ou seja, nenhum desgaste com longos deslocamentos e um jogo que não afetaria a disputa pelo título.

Loco Abreu tirou a barba, mas não perdeu o faro de gol!

O que faz a CBF e a Rede Globo de Televisão? Muda o dia do jogo do Botafogo – que não tem poder político-financeiro para fazer frente a tal maracutaia. Ora, é impensável aceitar jogar no domingo, em Santa Catarina, e depois entrar em campo na quarta, no gigante gramado do Castelão, no Ceará. E o Botafogo não era um dos quatro postulantes ao título? Infelizmente a falta de força política dentro da CBF vem prejudicando o clube há alguns anos e parece que o problema está longe de ser solucionado.

Os jornais relembraram que o Botafogo terá dez dias para se preparar para o confronto decisivo contra o Internacional, no domingo que vem… mas agora? Agora que o leite foi derramado? Agora que colocaram água no chope? Não é preciso ficar procurando desculpas para o adeus ao título. Elas estão todas aí e podem ser listadas.

A diretoria precisa manter o Loco Abreu no Botafogo em 2011!

Número 1: os erros infantis da defesa – não, não falo do jogo de ontem e nem da bobeira da dupla Rosário & Guerreiro, nada disso, me refiro ao empate na estreia contra o Santos, a desatenção nos minutos finais contra Corinthians, Grêmio, Atlético-PR (nos dois jogos), a derrota inexplicável para o Flamengo e os empates contra Vasco e Fluminense. Esses jogos foram os responsáveis pela perda do título brasileiro mais fácil desde o desastre de 92!

Claro que o segundo fator está ligado ao primeiro: os desfalques! A chegada do volante Marcelo Mattos fez a frágil defesa botafoguense, armada no 3-5-2, se consolidar e passar um pouco de segurança ao Jefferson, verdadeira muralha no gol alvinegro! A ausência de Mattos fez a equipe desandar e os empates jogaram o time do terceiro para o oitavo lugar na classificação.

O que estariam pensando Leandro Guerreiro e Márcio Rosário?

A zaga formada por Antonio Carlos & Fábio Ferreira era  entrosada e os dois ainda estavam marcando gols decisivos, como o da vitória de 1 a 0 sobre o Avaí, no primeiro turno, assinalado por Fábio Ferreira. A defesa ia muito bem e o ataque era o melhor do BR-10 quando Maicosuel se machucou. Logo depois ainda perdemos o Herrera, que então era o artilheiro do Botafogo na competição.

Bem, esse “muro de lamentações” qualquer torcedor alvinegro sabe de cor e salteado, mas fica a lição para a torcida, a diretoria e para os jogadores: é possível vencer o Campeonato Brasileiro de pontos corridos com planejamento, dedicação e principalmente com um homem-gol no estilo de Loco Abreu! É só nos lembramos do eterno Túlio Maravilha! Acredito que com essa base mantida, 2011 será um ano de muitas alegrias para o torcedor alvinegro.

Vamos, FOGO!

Loco Abreu mostrou que tem talento nas finalizações!

Ficha Técnica:

35ª Rodada: Ceará 2 x 2 Botafogo (10/11/2010)

Ceará: Michel Alves, Boiadeiro, Anderson, Fabrício e Diego Sacoman (Erivelton); Michel, Careca, Reina (Arlindo Maracanã) e Geraldo; Magno Alves e Marcelo Nicácio (Washington)

Técnico: Dimas Filgueiras

Botafogo: Jefferson, Danny Morais, Leandro Guerreiro e Márcio Rosário; Alessandro, Fahel (Caio), Túlio Souza (Bruno), Lucio Flavio (Renato Cajá) e Edno; Jobson e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Gols do Ceará: Magno Alves, aos 22, e Geraldo, aos 34 minutos do primeiro tempo

Gols do Botafogo: Loco Abreu, aos 11 iniciais, e aos 11 da etapa final

Local: Castelão (CE) / Público: 16.330 presentes / Renda: R$ 226.355,00

Árbitro: Wallace Nascimento Valente (ES)

Cartão Amarelo: Michel, Michel Alves e Boiadeiro (Ceará); Loco Abreu, Túlio Souza, Fahel, Jobson e Danny Morais (Botafogo)

Loco Abreu teve poucas oportunidades contra o Avaí e não balançou as redes

34ª Rodada: Avaí 0 x 0 Botafogo (07/11/2010)

Avaí: Zé Carlos, Rafael, Emerson Nunes e Bruno (Jéferson); Patric, Diogo Orlando, Rudnei (Davi), Caio e Eltinho; Válber (Daniel Thiago) e Roberto

Técnico: Vagner Benazzi

Botafogo: Jefferson, Danny Morais, Leandro Guerreiro e Antônio Carlos; Alessandro (Caio), Fahel, Marcelo Mattos, Lucio Flavio (Renato Cajá) e Edno; Jobson e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Local: Estádio da Ressacada (SC) / Público: 14.538 presentes / Renda: R$ 40.150,00

Árbitro: Sálvio Spinola Fagundes Filho (SP)

Cartão Amarelo: Rafael (Avaí); Danny Morais, Antônio Carlos e Marcelo Mattos (Botafogo)

Anúncios

Iluminados por Mané!

03/11/2010

Quase 20 mil torcedores alvinegros foram ao Engenhão para apoiar o time e não para atrapalhar com vaias e cobranças fora de hora. Com o incentivo do torcedor, o Botafogo conseguiu superar a forte marcação do Atlético-GO, venceu a terceira partida seguida e assim manteve vivo o sonho do título brasileiro. A diretoria lembrou o aniversário do Eterno Camisa 7 e fez uma merecida homenagem ao ídolo. Mané Garrincha, o maior de todos os tempos! Voltando ao jogo:

Joel Santana improvisou o atacante Caio como lateral-direito, manteve Lucio Flavio e Fahel no meio-campo e recuou Loco Abreu para ajudar na armação das jogadas. Quando tudo parecia dar errado, eis que surge o gol salvador de Caio, aos 43 minutos do 1º tempo, para desespero de Renê Simões que esperava usar o contra-ataque como arma na etapa final. Sorte do Natalino!

Lucio Flavio jogou com inteligência e deixou o campo aplaudido!

Lucio Flavio foi substituído por Edno, aos 31, e, ao invés de xingamentos e vaias, ouviu o refrão característico que era cantado pela torcida durante a boa fase em 2006: “Ah, é Lucio Flavio!”. O Camisa 10 jogou bem, ajudou a fechar o meio-campo, correu, lutou, deu bons passes e sofreu o pênalti cobrado por Loco Abreu. Foi uma atuação de encher os olhos? Não, longe disso, mas livre das vaias o jogador foi capaz de ajudar a equipe e até arriscou algumas jogadas individuais.

A vitória foi construída com paciência e sem afobação. O gol de Jobson, logo no início do 2º tempo, acabou com o planejamento tático do Atlético-GO e permitiu que o Botafogo recuperasse o meio de campo. Marcelo Mattos teve outra ótima atuação, Leandro Guerreiro jogou com seriedade e Antônio Carlos foi o ponto de equilíbrio da zaga. Fahel não comprometeu e terminou uma partida sem ser vaiado pela torcida! Jefferson não merecia levar dois gols no final, mas a reação goiana esbarrou no cronômetro do árbitro!

Calma e categoria: Loco Abreu se concentra para cobrar o penal!

Os dois gols feitos pelo Atlético-GO preocupam, mas nada que vá tirar o sono do torcedor nesta quarta. O que preocupa de verdade é a possível lesão de Somália! Já perdemos Maicosuel, Herrera e Fábio Ferreira que estão entregues ao Departamento Médico e só retornam em 2011. Não podemos ter outra baixa na equipe. A ausência do Marcelo Mattos resultou na série de empates e ficar sem o Somália pode ser catastrófico!

As duas próximas rodadas decidirão o destino do Botafogo na competição. Se conseguir vencer Avaí e Ceará, fora de casa, e tendo uma boa combinação de resultados, o time de Joel pode ficar só um ponto atrás do líder Fluminense. Pela 34ª rodada, o Cruzeiro encara o Vitória no Barradão; Fluminense e Vasco se enfrentam no Engenhão; São Paulo e Corinthians duelam no Morumbi, ou seja, é vencer o Avaí, no domingo, e depois secar os rivais! É hora de torcer grudado na TV e acompanhando os resultados na internet!

Vamos, FOGO!

Loco Abreu manda o recado: "É possível acreditar no título!"

Ficha Técnica:

33ª Rodada: Botafogo 3 x 2 Atlético-GO (03/11/2010)

Botafogo: Jefferson, Antônio Carlos, Leandro Guerreiro e Márcio Rosário (Danny Morais); Caio, Fahel, Marcelo Mattos, Lucio Flavio (Edno) e Somália (Renato Cajá); Jobson e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Atlético-GO: Márcio, Adriano, Jairo, Daniel Marques e Thiago Feltri (Elias); Agenor, Pituca (Rômulo), Robston e Renatinho; Juninho e Marcão (Josiel)

Técnico: René Simões

Gols do Botafogo: Caio, aos 43 minutos iniciais. Jobson, aos 2, e Loco Abreu, 19 minutos do segundo tempo

Gols do Atlético-GO: Juninho, aos 35, e Róbston, aos 45 minutos finais

Local: Engenhão (RJ) / Público: 19.933 presentes / Renda: R$ 362.880,00

Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)

Cartão Amarelo: Thiago Feltri, Pituca e Adriano (Atlético-GO)