Archive for outubro \31\UTC 2010

Vitória da superação!

31/10/2010

Joel Santana mostrou que tem estrela – ainda precisa provar algo? – e levou o Alvinegro ao quarto lugar do BR-10! Sem a presença da impaciente torcida que cisma em perturbar o time no Engenhão, ao invés de torcer e incentivar, os jogadores do Botafogo suportaram a pressão mineira, contaram com uma boa dose de sorte e com a inteligência de Loco Abreu. Os comentaristas esportivos atribuíram a vitória à entrada de Edno no meio campo, pode até ser, mas sem a capacidade de definição do uruguaio teríamos somado apenas um ponto em Sete Lagoas.

Será que agora a teimosa torcida botafoguense estará preparada para apoiar o time nessa reta final do BR-10? Faltam seis jogos, ou seja, dezoito pontos em disputa para tirar uma diferença de seis! É possível sim ser campeão brasileiro e é nisso que Loco Abreu está apostando! E é nisso que a parte burra da torcida alvinegra deve se apegar. Ontem, a equipe não fez uma bela exibição, mas venceu e colou nos líderes. Quantas vezes jogamos bem e ficamos apenas no empate?

Loco Abreu toca com categoria e define o placar! Bota no G-4!

Os desfalques estão pesando e muito, mas é inegável que Joel tem o grupo nas mãos e que consegue fazer milagres com a matéria-prima disponível. Márcio Rosário deu inúmeros sustos no segundo tempo, mas cortou todas as bolas levantadas na área. Danny Moraes perdeu algumas antecipações, mas não parou de correr em momento algum. E o Fahel? Anulou o camisa 10 mineiro e errou apenas um passe durante o jogo inteiro? O Lucio Flavio pode não ter feito uma exibição de gala, mas cumpriu um papel tático importante fechando a entrada da área e dando o primeiro combate.

Vaias? Longe da torcida os jogadores perseguidos se superaram e mostraram que podem render com apoio e não com críticas e xingamentos. Jobson perdeu boas chances, mas mostrou estar em forma e não ficou satisfeito com a atuação abaixo da média. É possível esperar que o camisa 9 vá se superar nesses seis últimos jogos. E o que dizer de Loco Abreu? Dois toques de categoria e muita visão de jogo! É uma pena que Herrera, Maicosuel e Fábio Ferreira estejam no estaleiro, mesmo assim é possível acreditar no título!

Vamos, FOGO!

Edno & Loco Abreu: a dupla resolveu o jogo e cozinhou o galo!

Ficha Técnica:

32ª Rodada: Atlético-MG 0 x 2 Botafogo (30/10/2010)

Atlético-MG: Renan Ribeiro, Rafael Cruz (Wescley), Réver, Lima e Leandro; Alê, Serginho, Renan Oliveira (Ricardo Bueno) e Diego Souza (Nikão); Diego Tardelli e Obina

Técnico: Dorival Júnior

Botafogo: Jefferson, Danny Morais, Leandro Guerreiro e Márcio Rosário; Alessandro, Fahel, Marcelo Mattos, Lucio Flavio (Edno) e Somália; Jobson (Caio) e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Gols do Botafogo: Edno, aos 30, e Loco Abreu, aos 45 minutos da etapa final

Local: Arena do Jacaré (MG) / Público: 17.012 pagantes / Renda: R$ 92.780,00

Árbitro: Evandro Rogério Roman (PR)

Cartão Amarelo: Diego Tardelli (Atlético-MG) e Alessandro (Botafogo)

Leandro Guerreiro, Edno, Loco Abreu e Joel Santana entre os melhores!

Anúncios

Vaias para a torcida!

29/10/2010

O Botafogo voltou a vencer, contou com uma rodada altamente favorável e está novamente na zona de classificação para a Libertadores 2011, mas mesmo assim a torcida alvinegra protestou e vaiou alguns jogadores. O público total registrado no Engenhão, no sábado passado, pela 31ª rodada, foi de 13 mil. 13.000 presentes. Para o supersticioso botafoguense era um indício de que a sequência de empates seria encerrada: 31ª rodada e 13.000 alvinegros na plateia.

A equipe de Joel Santana se superou e bateu o Vitória de Antônio Lopes com um golaço de Marcelo Cordeiro, aos 45 minutos da etapa inicial, e ainda perdeu três ou quatro oportunidades para construir um placar dilatado. E o gol? Uma obra de arte! A cobrança de falta do Cordeiro foi espetacular! Como explicar então a revolta no Engenhão? Parte da torcida mostrou total falta de entrosamento com o time e, ao invés de apoiar o jogador que está usando a gloriosa camisa alvinegra, passou a vaiar de forma insistente tanto o Lucio Flavio quanto o Fahel.

O torcedor tem o direito de reclamar, vaiar e protestar, mas não durante o jogo e não enquanto o jogador está de posse da pelota! Em certo momento, o Lucio estava sendo vaiado de forma insistente, carregou a bola ao ataque com velocidade, ainda sob vaias, tentou uma enfiada para o Loco Abreu, a jogada seria excelente, mas o passe foi interceptado pelo zagueiro adversário e aí aconteceu algo que me perturbou como botafoguense e apaixonado por futebol: a torcida riu e aplaudiu! Como pode o torcedor gostar de ver um ataque do seu time do coração ser desmantelado?

Piscina! Edno se prepara para mais um mergulho no gramado!

O Renato Cajá substituiu o Lucio e errou tudo o que tentou, mas aí o torcedor fica quieto, não reclama, já que pediu a entrada do meia durante a partida. Incoerência total e absurda! E o que falar do Edno? Figura nula em campo, errou todos os lances, matou contra-ataques e mostrou que aprendeu a ser um grande cai-cai. É ou não é imagem e semelhança do Victor Simões? O time é guerreiro, tem limitações, mas luta para conquistar as vitórias e sem o apoio do exigente torcedor que ainda sonha com Mané Garrincha e Nilton Santos!

Algo está muito errado com a torcida do Botafogo!

Vamos, FOGO!

Um dia veremos a torcida do Botafogo vaiar o Loco Abreu?

Ficha Técnica:

31ª Rodada: Botafogo 1 x 0 Vitória (23/10/2010)

Botafogo: Jefferson, Danny Morais, Leandro Guerreiro e Márcio Rosário; Alessandro, Marcelo Mattos, Somália, Lucio Flavio (Renato Cajá) e Marcelo Cordeiro (Edno); Jobson (Fahel) e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Vitória: Viáfara; Nino Paraíba, Wallace, Anderson Martins e Rafael Cruz; Bida, Neto Coruja (Vanderson), Jonas e Ramon (Henrique); Adaílton e Júnior (Elkeson)

Gol do Botafogo: Marcelo Cordeiro, aos 45 minutos iniciais

Técnico: Antônio Lopes

Local: Engenhão (RJ) / Público: 13.000 presentes / Renda: R$ 224.360,00

Árbitro: Mário Chagas da Silva (RS)

Cartão Amarelo: Somália (Botafogo); Bida, Adaílton, Neto Coruja, Júnior e Nino (Vitória)

O Rei do Empate!

18/10/2010

O Botafogo merece uma sorte melhor no Campeonato Brasileiro do que apenas voltar para a Copa Sul-Americana em 2011. O time de Joel Santana é o que menos perdeu na competição, são cinco derrotas em 30 jogos, mas também é o time quer mais empatou, são 15 empates, ou seja, ficou na igualdade na metade das partidas disputadas. Na maioria desses jogos chegou a sair na frente e até conseguiu abrir boa vantagem em alguns casos, mas o empate aconteceu, seja por erro de arbitragem ou descuido da defesa.

Joel Santana está certo em manter a tranquilidade e passar confiança aos jogadores, pois o desequilíbrio nesse momento, algo já foi marca costumeira de outros treinadores e até diretores do clube, pode fazer o Botafogo despencar na tabela. O torcedor que esperava pelo título ou pela Libertadores – ainda acredito que vamos chegar ao G-3 – não quer ver o time em 12º ou 13º no fim do campeonato. O atual 8º lugar não condiz com o padrão de jogo da equipe e duas vitórias seguidas podem devolver a confiança que parece ter abandonado General Severiano.

Juiz em fúria! Reparem na raiva que o Beltrame tem do Botafogo...

É preciso destacar, mais uma vez, a péssima atuação de Djalma Beltrame – o mesmo que nos roubou o Campeonato Carioca 2007 – no clássico contra o Fluminense. O Loco Abreu apanhou o jogo inteiro e o juizinho distribuiu cartão amarelo para todo jogador que estivesse com uma estrela no peito. Lamentável.

Lamentável também é ver um atacante como esse garoto Caio! O nome é perfeito, pois ultimamente ele entra em campo apenas para se atirar ao chão! Será que ele não percebe que ficou marcado pela arbitragem? E qual o problema do Edno? O cara é um armário, forte como um touro e ainda assim consegue desabar ao menor contato com o zagueiro adversário… ridículo! O Marcelo Cordeiro um dia vai aprender a bater faltas e escanteios, mas é inegável que ele estraga todas as jogadas de bola parada!

Vendo pelo lado positivo, e já projetando 2011, temos que renovar os contratos do Antônio Carlos, Marcelo Mattos e do Fábio Ferreira. Ainda bem que a diretoria já renovou com o Jéfferson, Somália, Alessandro, Leandro Guerreiro, Herrera, Jobson e Loco Abreu. O certo é que falta jogador no mercado brasileiro, mas se a diretoria mantiver esse time já é um bom caminho para o primeiro semestre.

Vamos, FOGO!

Alessandro jogou com muita raça e saiu aplaudido de campo!

Ficha Técnica:

30ª Rodada: Fluminense 0 x 0 Botafogo (17/10/2010)

Fluminense: Ricardo Berna, Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Diogo, Diguinho (Valencia), Marquinho (Júlio César) e Conca; Emerson (Rodriguinho) e Washington

Técnico: Muricy Ramalho

Botafogo: Jefferson, Antônio Carlos (Danny Morais), Leandro Guerreiro e Márcio Rosário; Alessandro (Caio), Marcelo Mattos, Somália, Lucio Flavio (Edno) e Marcelo Cordeiro; Jobson e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Local: Engenhão (RJ) / Público: 13.663 pagantes / Renda: R$ 362.160,00

Árbitro: Djalma Beltrani (RJ)

Cartão Amarelo: Mariano, Leandro Euzébio (Fluminense), Antônio Carlos, Marcelo Mattos, Jobson, Edno, Caio (Botafogo)

Racismo, preconceito e golaço de Samuel Eto’o!

17/10/2010

Samuel Eto’o, camaronês, atacante do Inter de Milão, jogou três Copas do Mundo (1998, 2002 e 2010), ganhou duas Copas das Nações Africanas (2000 e 2002) e foi determinante na conquista do Ouro Olímpico em Sydney 2000. Eto’o conquistou a Copa del Rey, em 2003, jogando pelo modesto Mallorca, sendo comprado na temporada seguinte pelo Barcelona, onde venceu três Campeonatos Espanhóis (2004/2005, 2005/2006 e 2008/2009) e duas Champions League (2005/2006 e 2008/2009).

A história do camaronês no futebol italiano começou em 2009, após a milionária troca entre Barça e Internazionale envolvendo o sueco Zlatan Ibrahimovic. Pelo clube de Massimo Moratti, Eto’o teve uma temporada 2009/2010 perfeita, vencendo tudo: Campeonato Italiano, a Copa da Itália e a Champions League. Nesta temporada, a Inter de Milão já conquistou a Supercopa da Itália e irá jogar o Mundial de Clubes da Fifa, em dezembro.

Infelizmente, neste domingo, pela 7ª rodada do Campeonato Italiano, Samuel Eto’o foi obrigado a enfrentar insultos racistas por parte da torcida do Cagliari, no Estádio Sant’Elia. A resposta do jogador veio na bola, no campo, no talento! Aos 38 minutos da etapa inicial, o camaronês ajeitou na entrada da área, deu um corte seco no zagueiro e, de esquerda, disparou um balaço indefensável. Golaço para calar de vez a preconceituosa torcida da Sardenha.

Os italianos se revoltaram com a selvageria sérvia, no meio da semana, em partida válida pelas Eliminatórias da Eurocopa 2012, mas e agora? Qual a desculpa pela atitude no Estádio Sant’Elia? Existe desculpa, em pleno Século 21, para tais atos?

A Inter de Milão venceu fora de casa e segue na luta pelo título italiano!

Campeonato Italiano: 7ª Rodada

Sábado (16/10/2010)
13:00h – Milan 3 x 1 Chievo
15:45h – Roma 2 x 1 Genoa

Domingo (17/10/2001)
08:30h – Caglari 0 x 1 Inter de Milão
11:00h – Palermo 4 x 1 Bologna
11:00h – Juventus 4 x 0 Lecce
11:00h – Catania 1 x 1 Napoli
11:00h – Brescia 0 x 1 Udinese
11:00h – Cesena 1 x 1 Parma
11:00h – Sampdoria 2 x 1 Fiorentina
16:45h – Bari x Lazio

O Real Madrid de Cristiano Ronaldo lidera o Campeonato Espanhol!

Campeonato Espanhol: 7ª Rodada

Sábado (16/10/2010)
13:00h – Atlético de Madrid 2 x 0 Getafe
15:00h – Barcelona 2 x 1 Valência
15:00h – Málaga 1 x 4 Real Madrid

Domingo (19/09/2001)
13:00h – Levante 2 x 1 Real Sociedad
13:00h – Mallorca 0 x 1 Espanyol
13:00h – Racing Santander 1 x 0 Almeria
13:00h – La Coruña 0 x 0 Osasuna
15:00h – Athletic Bilbao x Zaragoza
17:00h – Sporting Gijón x Sevilla

Segunda-feira (20/09/2010)
17:00h – Hércules x Villareal

Chuva de gols… perdidos!

10/10/2010

Loco Abreu esteve irreconhecível na tarde deste domingo e os três pontos escaparam de Genereal Severiano outra vez. O Botafogo foi superior ao Palmeiras durante os noventa minutos, mas não conseguiu converter o domínio territorial em bola na rede. Mesmo com seis desfalques, o time que entrou em campo esteve bem armado por Joel Santana. Aos sete minutos, Loco Abreu arrematou da pequena área e a bola foi desviada pelo lateral Gabriel com a mão.

Pênalti assinalado pela arbitragem e Abreu na cobrança. A torcida já comemorava o gol, já que o uruguaio não perde pênalti, certo? Mas tem dia pra tudo… até para ver Loco Abreu perdendo pênalti. Claro que o atacante continua em alta com a torcida e não será um penaltizinho contra o Palmeiras que irá diminuir a idolatria botafoguense.

O Campeonato Brasileiro seguirá empolgante até a última rodada, mas a equipe alvinegra perdeu a chance de subir na tabela – uma vitória levaria o Botafogo ao quarto lugar – e diminuir a vantagem para o novo líder. Dez pontos separam o Botafogo, sexto colocado, do Cruzeiro que está na ponta da tabela.

Jobson não acredita na chance desperdiçada!

De positivo ficou a boa atuação da defesa formada por Antonio Carlos, Danny Moraes e Márcio Rosário. Somália voltou a jogar em alto nível e Alessandro fez uma grande partida tanto na defesa quanto no apoio. Ah, não posso me esquecer de Jobson que fez várias jogadas individuais e pertubou a zaga paulista.

E o poderoso Palmeiras? Duelo tático? Nada disso. Kleber e Valdívia não jogaram nada e Felipão pode vibrar com o empate conquistado. Joel errou ao sacar Lucio Flavio, que teve uma boa atuação, para colocar o inoperante Caio. O treinador alvinegro deveria ter apostado antes em Edno que entrou muito bem, porém no final do jogo, mas como o Natalino não entra em campo e não perde gols… ele não tem culpa nenhuma no novo tropeço em casa.

O pequeno público que compareceu no Engenhão, menos de dez mil pagantes, deverá se repetir nos quatro jogos que restam aqui no Rio. Uma vitória diante do Fluminense pode elevar a moral do time, mas com tantos problemas parece que a vaga na Copa Sul-Americana será o prêmio de consolação que nenhum alvinegro gostaria de ganhar de presente de Natal.

Vamos, FOGO!

Ficha Técnica:

29ª Rodada: Botafogo 0 x 0 Palmeiras (10/10/2010)

Botafogo: Renan, Danny Morais, Antônio Carlos e Márcio Rosário; Alessandro, Fahel, Somália (Edno), Lucio Flavio (Caio) e Marcelo Cordeiro; Jobson e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Palmeiras: Deola, Márcio Araújo, Maurício Ramos, Danilo e Gabriel; Edinho, Tinga, Marcos Assunção, Rivaldo (Lincoln) e Valdivia (Dinei); Kleber

Técnico: Luiz Felipe Scolari

Local: Engenhão (RJ) / Público: 9.950 pagantes / Renda: R$ 217.350,00

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)

Cartão Amarelo: Gabriel Silva, Maurício Ramos, Valdivia, Edinho, Tinga (PAL); Antônio Carlos, Danny Morais, Márcio Rosário (BOT)

Cartão Vermelho: Kleber (PAL)

Falta a sorte de campeão!

07/10/2010

O líder Fluminense tomou uma surra do Santos em casa, ou melhor, na nossa casa, no Engenhão. O vice-líder Corinthians perdeu de virada para o desesperado Atlético-MG, em Sete Lagoas. O Internacional, quarto colocado, não segurou o Ceará e também voltou derrotado para Porto Alegre. O Atlético-PR, o quinto na tabela, ficou no 0 a 0 com o Vasco, na Arena da Baixada, diante de 17 mil torcedores. E o Botafogo? Ah, o Botafogo, sexto colocado, foi na mesma linha e empatou com o Guarani em Campinas, pela 28º rodada do BR-10.

A diferença para o primeiro colocado diminui, diriam os ultra-otimistas, já que agora nove pontos separam o time de Joel do título brasileiro, mas a falta de vitórias inibe o sonho maior do torcedor alvinegro. E no horizonte começa a aparecer outra estrela, ou seria constelação? O Cruzeiro de Cuca vem numa crescente e se bater o combalido Goiás, hoje, no Serra Dourada, assumirá a segunda posição e o campeonato será outro nessas dez rodadas finais. A esperança é verde e o torcedor alvinegro precisa rezar para que a limitada equipe goiana aplique aquele sonoro 4 a 1 novamente!

Campeão Carioca em 2006, Reinaldo deu trabalho pra zaga botafoguense

Sem fazer contas ou especulações, embora o simulador do Globoesporte.com seja uma tentação, é possível dizer que o Botafogo lutará pela vaga na Libertadores-2011 até o fim. Joel Santana vem sofrendo com as limitações do elenco e com a quebradeira que agora parece atingir todos os setores da equipe. Herrera que machucou o ombro e não enfrenta o Palmeiras na próxima rodada foi o último lesionado de uma saga que começou no fim do primeiro turno.

A perda de Marcelo Mattos foi fundamental para desorganizar o sistema defensivo e a ausência de Maicosuel faz o meio de campo ser previsível. Basta ver que Leandro Guerreiro e Somália caíram de produção sem os fiéis amigos de tabela. O inexplicável afastamento de Jobson – a imprensa está louca para explicar – contribuiu para enfraquecer o ataque e a dupla Herrera-Loco Abreu vem fazendo uns golzinhos, mas não o suficiente para garantir os três pontos.

Loco Abreu vai no segundo andar e manda a pelota pro fundo do gol!

Aliás, Loco Abreu merece um capítulo à parte nessa história. O uruguaio anotou sete gols em oito jogos desde a volta da Copa do Mundo e não fosse o egoísmo de Caio esse número seria maior. Ontem, Loco perdeu um gol feito na pequena área, uma pena, mas lamentou o individualismo de Herrera e Caio que não tocaram a pelota em dois lances de contra-ataque.

No domingo, diante do Palmeiras de Felipão, no Engenhão, a torcida precisa incentivar e apoiar o time nessa reta final. Faltam apenas dez jogos e o campeonato está aberto, uma vitória e novo tropeço dos líderes recolocam o Botafogo no páreo. Duvida? Santos (7º) e Atlético-PR (5º) se enfrentam na Vila Belmiro, o Cruzeiro (3º) recebe o Fluminense (1º) e o Internacional (4º) pega o Atlético-MG que vem de duas vitórias seguidas. Muita emoção nos jogos desse fim de semana!

Vamos, FOGO!

Ídolo e artilheiro: Loco Abreu já fez sete gols no Campeonatto Brasileiro!

Ficha Técnica:

27ª Rodada: Guarani 1 x 1 Botafogo (06/10/2010)

Guarani: Douglas; Rodrigo Heffner (Apodi), Fabão, Aílson e Márcio Careca; Renan, Paulo Roberto, Fabiano (Geovane) e Diego Barboza (Baiano); Rômulo e Reinaldo

Técnico: Vagner Mancini

Botafogo: Renan; Túlio Souza (Edno), Antônio Carlos, Danny Morais e Márcio Rozário; Somália, Leandro Guerreiro, Fahel e Lucio Flavio (Renato Cajá); Herrera (Caio) e Loco Abreu

Técnico: Joel Santana

Gol do Botafogo: Loco Abreu, aos 45 minutos iniciais

Gol do Guarani: Diego Barboza, aos 26 minutos do primeiro tempo

Local: Brinco de Ouro (SP) / Público: 3.601 pagantes / Renda: R$ 53.783,00

Árbitro: Carlos Eugênio Simon (RS)

Cartão Amarelo: Leandro Guerreiro (Botafogo)

Até quando vão as desculpas?

04/10/2010

Seria perda de tempo escrever sobre a bobeada do Alessandro? Alguém quer ler mais uma vez que não existiu pênalti em Ronaldo Angelim? Será preciso esclarecer que Leonardo Moura invadiu a área antes da cobrança de Petkovic? Como acredito que ninguém quer se debruçar nessas questões vou seguir adiante e mostrar minha indignação quanto ao estado do gramado do Engenhão.

O Maicosuel custou quase nove milhões de reais, chegou como astro, fez boas partidas, nos garantiu três ou quatro vitórias e só volta a jogar no ano que vem. Fábio Ferreira, que vinha sendo uma segurança na zaga, se machucou contra o Flamengo, após pisar em falso no gramado. Como a diretoria quer que esse estádio substitua o Maracanã? Além da péssima localização e da dificuldade no acesso, o gramado não serve para abrigar nem os jogos do Duque de Caxias pela Série B do Campeonato Brasileiro. A dupla Fla-Flu fez bem em mandar seus jogos em Volta Redonda e dar um tempo do Engenhão.

O time de Joel Santana gosta de tocar a bola, ter o domínio do jogo, mas também sabe usar a velocidade e os contra-ataques e foi exatamente num lance como esse que Maicosuel prendeu o pé na grama na hora do arremate. Uma infelicidade? Pode ser, mas o estado do gramado nesse ano é muito preocupante. O engenheiro-técnico responsável sempre tem uma bela desculpa para dar e agora inventou que a culpa é do sol que não bate dentro do estádio! Pode isso? E antes? Porque na gestão anterior o gramado era sempre elogiado?

Ah, para finalizar: eu não me cansei de ver o golaço do Lucio Flavio. E vocês?

Categoria do Camisa 10! Lucio Flavio fez um golaço no clássico!

Ficha Técnica:

27ª Rodada: Botafogo 1 x 1 Flamengo (02/10/2010)

Botafogo: Jefferson, Danny Morais, Leandro Guerreiro e Fábio Ferreira (Márcio Rozário); Alessandro, Somália, Túlio Souza (Caio), Lucio Flavio e Marcelo Cordeiro; Loco Abreu e Edno

Técnico: Joel Santana

Flamengo: Marcelo Lomba, David Braz, Jean e Ronaldo Angelim; Léo Moura, Maldonado, Willians (Correa), Kleberson (Petkovic) e Renato; Diogo (Diego Maurício) e Deivid

Técnico: Silas

Gol do Botafogo: Lucio Flavio, aos 35 minutos iniciais

Gol do Flamengo: Leonardo Moura, aos 30 minutos do segundo tempo

Local: Engenhão (RJ) / Público: 13.182 pagantes / Renda: R$ 329.330,00

Árbitro: Ricardo Gutemberg de Paula Fonseca (RJ)

Cartão Amarelo: Renato, Jean, Diogo e Willians (Fla); Marcelo Cordeiro e Alessandro e Márcio Rozário (Botafogo)

Cartão Vermelho: Alessandro (Botafogo) e Renato (Flamengo)