Botafogo cede empate e deixa o G-4!

Parecia que a equipe de Joel Santana tinha resolvido a partida em vinte minutos ao fazer 2 a 0 no Grêmio Porto Alegrense na noite deste sábado no Engenhão. O Botafogo começou de forma arrasadora, fez os gols e depois recuou na esperança de construir o placar através dos contra-ataques, só que algo não estava funcionando no planejamento alvinegro… Os gols deram tranquilidade ao time, isso é fato, mas faltou disciplina tática aos jogadores.

Maicosuel jogou boa parte do primeiro tempo escondido no lado direito do ataque e todas as jogadas em velocidade eram puxadas pelo lado esquerdo com Loco Abreu e Marcelo Cordeiro. Estranhamente era Abreu, lento e pesado, quem saia da área para buscar jogo e Herrera, obviamente mais veloz e habilidoso, jogava entre os zagueiros gaúchos. Isso foi uma determinação do técnico ou uma combinação entre os dois jogadores? Jamais saberemos, pois a imprensa esportiva não teve capacidade para reparar neste detalhe.

Um lance ilustra bem a falta de objetividade do ataque alvinegro: Fábio Ferreira desarmou Borges na entrada da área, avançou meio campo, olhou as opções e foi obrigado a dar a bola para Abreu na ponta-esquerda. Claro que a jogada foi perdida! E assim o time seguiu desperdiçando oportunidades até o fim do primeiro tempo dando ao Grêmio tempo para respirar e se organizar.

Zagueiro-artilheiro: Antonio Carlos comemora seu quinto gol no BR-10!

A segunda etapa teria o mesmo roteiro, se Leandro Guerreiro não falhasse duas vezes no mesmo lance. Aos nove minutos, Marcelo Mattos interceptou uma bola enfiada para Jonas, Leandro tentou dominar e se atrapalhou todo, mas ficou com a pelota na frente do camisa 7 gremista. O que manda o manual dos zagueiros? “Bola pro mato que o jogo é de campeonato!” Mas Leandro Guerreiro não leu o manual porque não é zagueiro, ou seja, tentou sair jogando ao invés de dar uma bela bicuda para a lateral. Jonas ganhou o lance, enfiou um bico na bola e Jefferson apenas acompanhou com o olhar. Festa da minúscula torcida gremista no Engenhão.

Joel Santana não se abalou, sacou Fahel – que ontem estava com a camisa 10 alvinegra – lançou Caio pela direita e passou Maicosuel para a esquerda. A mudança funcionou e enquanto o Corinthians sapecava uma sonora goleada no lanterna Goiás, o ataque botafoguense desperdiçava uma oportunidade atrás da outra. Os vinte mil alvinegros que foram ao Engenhão afiavam o grito de gol que parecia ser uma questão de tempo. Huuuuuu!

Herrera fez um belo gol, mas perdeu chance incrível no 2º tempo!

Herrera, Loco Abreu, Caio, Maicosuel, Renato Cajá, Edno, Marcelo Cordeiro… todos perderam ao menos uma boa chance de fazer o gol que acabaria com as pretensões do técnico Renato Gaúcho. Joel seguiu mexendo bem no time e as alterações deram velocidade ao contra-ataque e Maicosuel passou a jogar mais solto. O esquema ofensivo assustou o Grêmio que recuou e passou a ameaçar apenas nas bolas paradas. E aos 40 minutos o castigo veio a galope! Falta boba na lateral, bola alçada, falha na marcação e 2 a 2 no placar.

Os empates em casa, diante da torcida, tiraram pontos preciosos que podem afastar de vez o clube da disputa pelo titulo brasileiro. Santos, Vasco, Corinthians, Guarani, Fluminense e agora o Grêmio vieram ao Engenhão e levaram um ponto de volta na bagagem. São seis empates e doze pontos perdidos que só são recuperados com vitórias na casa do adversário. O pensamento não pode ser outro: vencer o bom time do Santos, na Vila Belmiro, na abertura do segundo turno do BR-10.

Caio entrou bem e voltou a ser uma opção para o ataque alvinegro

Ficha Técnica:

19ª Rodada: Botafogo 2 x 2 Grêmio RS (04/09/2010)

Botafogo: Jefferson, Antônio Carlos, Leandro Guerreiro e Fábio Ferreira; Alessandro, Fahel (Caio), Marcelo Mattos, Maicosuel e Marcelo Cordeiro; Herrera (Renato Cajá) e Loco Abreu (Edno).

Técnico: Joel Santana

Grêmio RS: Victor; Gabriel, Vilson, Rafael Marques e Lucio; Gilson (Roberson), Fábio Rochemback (Leandro), Adilson e Souza (André Lima); Jonas e Borges

Técnico: Renato Gaúcho

Gols do Botafogo: Antônio Carlos, aos 16, e Herrera, aos 20 minutos iniciais

Gols do Grêmio: Jonas, aos 9 e aos 40 minutos do segundo tempo

Local: Engenhão (RJ) / Público: 20.593 presentes / Renda: R$ 430.390,00

Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)

Cartão Amarelo: Herrera, Maicosuel, Alessandro, Edno (Botafogo); Souza, Adilson, Borges, Jonas, Lucio (Grêmio)

Crédito das fotos: Alexandre Loureiro do Lancenet!

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

2 Respostas to “Botafogo cede empate e deixa o G-4!”

  1. Marcos Vinicius Says:

    Velez Sarsfield lança uniforme comemorativo do seu centenário com belas modelos: http://musasfutebol.blogspot.com/2010/09/com-belas-modelos-velez-apresenta.html

    • christianjafas Says:

      O uniforme do Velez estava bonito nas últimas edições da Libertadores, mas nesse ano… feio pra dedeú!!!!

      Vou lá ver esse do centenário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: