Botafogo na cola dos líderes!

Sábado de euforia para a torcida alvinegra! Os botafoguenses que foram ao Engenhão empurrar o time para a quarta vitória seguida no Campeonato Brasileiro também viram a inauguração de uma nova estátua no estádio e o homenageado da vez foi Jairzinho, o Furacão da Copa de 70! Atendendo ao chamado do técnico Joel Santana, mais de 35 mil torcedores fizeram uma bela festa durante os noventa minutos e foram brindados com uma atuação, que se não chegou a ser brilhante, foi ao menos aguerrida e suficiente para conquistar mais três pontos em casa.

Quem esperava um jogo aberto entre os ataques mais poderosos do BR-10 saiu do Engenhão decepcionado. A equipe do Avaí teve lá os seus desfalques, mas entrou em campo com a clara missão de buscar o empate e abusar do antijogo, fazendo um rodízio de faltas em Maicosuel e Jóbson. O péssimo árbitro Nielson Nogueira Dias tolerou a artimanha dos catarinenses e irritou os jogadores. Herrera, contido, evitou reclamar do juiz, mostrou a habitual garra e, mesmo sem ter balançado as redes, foi aplaudido de pé pela torcida ao ser substituído na etapa final.

Crédito com a torcida: Herrera passou em branco, mas jogou muito bem!

O primeiro tempo foi de total domínio carioca e o 1 a 0 no placar chegou a ser um bom resultado para os catarinenses. Joel escalou Somália na lateral-direita, lançou Renato no meio de campo para articular as jogadas ofensivas junto com Maicosuel e centralizou Jóbson, deixando Herrera cair pelos lados do campo, saindo da área para buscar a bola.

A mudança no ataque não funcionou e apesar de algumas tabelas pela direita entre Somália, Maicosuel e Herrera, era nítido o desconforto de Jóbson lutando entre os zagueiros. O camisa 9 passou a incomodar quando voltou a exercer sua característica principal: velocidade e jogadas pelas pontas.

A carência de laterais reservas no plantel alvinegro pode pesar ao longo da competição. Sem a presença constante de Somália no meio de campo, combatendo e partindo para o ataque, o Botafogo ficou previsível e quase sucumbiu a marcação cerrada do Avaí. Antônio Lopes fechou as jogadas pelas laterais e plantou um jogador em Renato – a mesma tática que todo treinador adversário fazia com o Lucio Flavio. A ação anulou a criação de jogadas pelo meio de campo e obrigou o time a tocar a bola entre os três zagueiros até que os atacantes abrissem espaço para o lançamento longo.

Gol no momento certo! Fábio Ferreira comemora com os companheiros!

Na segunda etapa, com a desvantagem no placar, Antonio Lopes foi obrigado a pressionar e o Avaí resolveu, de forma estabanada, tentar o gol de empate. Aos 21 minutos, a pressão azul teria dado resultado não fosse uma defesa extraordinária de Jefferson após cabeçada de Gabriel, no rebote Marcelo Cordeiro salvou em cima da linha. Esse foi o único susto que o ataque do Avaí deu nos torcedores alvinegros.

Como era de se esperar, Joel usou o poderio ofensivo do banco de reservas e colocou Caio e Edno nos lugares de Renato e Herrera. O Talismã entrou para ocupar a lateral-direita e Somália retornou ao meio de campo. O Botafogo cresceu e voltou a dominar o jogo. Jóbson teve boa atuação, mas não foi tão decisivo quanto nos outros jogos. O camisa 9 parece ter sentido o peso da presença de Mano Menezes no estádio e abusou das jogadas individuais.

Jóbson não esteve numa noite feliz e abusou dos lances individuais!

Aos 26 minutos, Somália, o Rei Negro, limpou dois marcadores e arriscou de longe: um chutaço que passou muito próximo da trave do goleiro Renan. Aos 32, Edno fez bela jogada pela esquerda e, antes de Jóbson completar para o gol vazio, a zaga catarinense cortou no desespero.

Pressão alvinegra até o fim! Aos 40, Loco Abreu ainda teve tempo de receber na área, ajeitar e rolar com categoria para Marcelo Mattos soltar uma bomba! Seria um golaço! E teve mais! Aos 46 minutos, Caio fez grande jogada, ganhou a dividida na vontade, entrou na área, mas errou na hora da conclusão chutando por cima do gol. Uma pena!

Fim de jogo, muita festa nas arquibancadas, violência zero na saída do estádio, torcida feliz e um ótimo resultado que mantém o Botafogo no G-4. É hora de torcer contra Fluminense e Corinthians! Vamos, Fogo!

De Mané Garrincha para Jairzinho: cresce a constelação alvinegra!

Ficha Técnica:

15ª Rodada: Botafogo 1 x 0 Avaí (21/08/2010)

Botafogo: Jefferson, Antônio Carlos, Leandro Guerreiro e Fábio Ferreira; Somália, Marcelo Mattos, Renato Cajá (Caio), Maicosuel (Abreu) e Marcelo Cordeiro; Jobson e Herrera (Edno)

Técnico: Joel Santana

Avaí: Renan; Marcos, Gabriel, Emerson e Pará; Diogo Orlando, Bruno, Batista e Leandro Bonfim (Sávio); Cristian (Valber) e Vandinho (Leonardo)

Técnico: Antônio Lopes

Gol do Botafogo: Fábio Ferreira, aos 31 minutos da etapa inicial

Local: Engenhão (RJ) / Público: 35.518 presentes / Renda: R$ 821.830,00

Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)

Cartão Amarelo: Leandro Bonfim, Emerson, Bruno Silva (Avaí) e Marcelo Mattos, Jobson (Botafogo)

Crédito das fotos: Alexandre Loureiro do Lancenet!

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

4 Respostas to “Botafogo na cola dos líderes!”

  1. André Says:

    Ainda bem que tem o blog para salvar, pois não vi o jogo. Vou aproveitar para perguntar. Cade o dal de Edcarlos que seri o reserva na lateral direita?O Botafogo tem reserva para o somália no meio campo?Não era um jogo para o Abreu entrar antes?Como foi a entrada no estádio?Ocorreram aquelas longas e demoradas filas para passar a catraca?

    Abraço

    • christianjafas Says:

      Bem, vamos por partes – como diria Bruno!

      1_ A entrada no Engenhão aconteceu de forma muito tranquila. Saí do trem às 18:14 h e, após meia volta no estádio, já estava sentado calmamente no Setor Norte às 18:28 h.
      Pude acompanhar a entrada dos dois times e do trio de arbitragem. Nada de confusão, catraca com defeito e afins. Tudo muito organizado no Setor Norte – que estava lotado!

      2_ O Botafogo não tem laterais reservas no elenco. O Gabriel, lateral-esquerdo, foi emprestado ao Duque de Caxias para disputar a Série B e pegar “experiência”! O Jancarlos, lateral direito, foi emprestado ao Bahia, da Série B, para pegar… ah, sei lá, o cara deve ser muito fraco já que era reserva do Alessandro! Dessa forma o elenco não possui nenhum lateral reserva e o Joel não quer mais contratações para a temporada. O Botafogo está com os salários em dia e mais jogadores poderiam atrapalhar as finanças. Faz sentido! Contratar só por contratar é desperdício de dinheiro.

    • christianjafas Says:

      Continuando…

      3_ O lance do Somália é quase um milagre! O cara era um desconhecido, jogou a Série B pelo América-RN e fez um partidaço contra o Vasco no ano passado. A diretoria viu, gostou e comprou. Ninguém apostava nele… aí apareceu o Joel! O Somália começou de volante, posição de origem, depois foi lateral-esquerdo, barrando o Marcelo Cordeiro na reta final do Estadual, passou pela lateral-direita, quando o Alessandro perdeu o avô, e agora é o dono do meio de campo! Inexplicável! Ele combate, rouba bolas e parte para o ataque com muita velocidade. Quase não erra passes e se desloca pelos dois lados do campo. É impressionante. Ele chama a responsabilidade e abre espaço para Maicosuel e Jóbson brilharem.

      Qual foi a dificuldade no sábado? Com o Somália na lateral-direita, o meio campo perdeu velocidade. O Lopes, que não é bobo, fez aquela marcação individual no Renato, a mesma usada no Lucio Flavio, impedindo a saída de bola pelo chão. O Maicosuel voltava e trazia a marcação, o Jóbson ficou enfiado entre os zagueiros sem saída e o Herrera lutou muito, mas não encontrou espaços. O time fez um bom 1º tempo e o gol foi merecido. O Avaí jogou como timinho mesmo, todo recuado e baixando o sarrafo!

    • christianjafas Says:

      E finalmente…

      4_ Na etapa final, o Joel colocou o Caio de lateral-direito – acredite, deu certo! – e o Somália voltou para o meio. A equipe criou muitas oportunidades e a goleada não aconteceu por acaso e pelos erros nas finalizações. A zaga catarinense salvou uma bola quase dentro do gol, em lance de Edno e Jóbson, e o Loco Abreu ajeitou uma linda bola para um chutaço do Marcelo Mattos que passou muito perto da trave! No fim, aos 47, o Caio fez grande jogada e isolou de forma ridícula, já dentro da área, livre de marcação. O placar poderia ser fácil 3×0!

      E o Avaí? Chegou em apenas uma jogada de bola parada. Jefferson fez uma defesa sensacional! O empate seria uma tragédia e abalaria a equipe. Vitória merecida do time que buscou o ataque e procurou vencer o jogo. Joel fez três alterações na etapa final: Edno entrou na vaga de Herrera (um tacante por outro), Caio no lugar do Renato (um atacante por um meia) e Maicosuel foi aplaudido para a entrada de Loco Abreu (sai um meia e entra um atacante). O time ficou com quatro atacantes nos momentos finais: Jóbson, Caio, Edno e Loco Abreu!
      Isso impediu qualquer avanço do Avaí que recuou para conter Edno e Caio que jogavam pelas pontas com Loco e Jóbson correndo pelo meio. Grande sacada do Joel Santana!!!

      Agora é esperar uma nova vitória contra o Ceará e assumir de vez o papel de protagonista no Campeonato Brasileiro!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: