O sonho uruguaio acabou!

Abreu e Forlán não acreditam na derrota diante da Alemanha

Duas falhas do goleiro Muslera acabaram com o sonho uruguaio de conquistar a melhor colocação desde o título mundial de 1950. O time de Oscar Tabárez jogou de igual para igual com a Alemanha, mas num jogo decisivo como esse os erros individuais geralmente custam muito caro. Muslera tinha a confiança do torcedor uruguaio, ficou invicto durante toda a fase de grupos, sofreu apenas cinco gols em seis jogos e defendeu dois pênaltis contra Gana nas quartas de final.

Se a Celeste Olímpica voltou a brilhar no cenário internacional, Muslera é um dos grandes responsáveis por isso, mas ontem, diante da Alemanha, na disputa pelo 3º lugar, falhou em dois gols e deixou a defesa insegura – o que resultou na lambança que originou o gol da vitória alemã. Fucile, Lugano, Godin e Cáceres formam uma das melhores zagas da Copa do Mundo 2010, mas a péssima atuação do Camisa 1 impediu que o Uruguai comemorasse a medalha de bronze do mundial.

Caçador de borboletas: Muslera falha no gol de empate alemão

Diego Forlán fez um golaço, chegou aos cinco gols e se transformou numa das principais figuras do mundial da África do Sul. A temporada 2009/2010 foi ótima para o atacante uruguaio, mas ninguém apostaria em atuações tão convincentes na Copa do Mundo.

O Atlético de Madrid terminou o Campeonato Espanhol na 9ª posição, Forlán anotou 18 gols e ficou em 5º lugar na tábua de artilheiros, mas foi na conquista da Liga Europa que Diego Forlán deu pistas de que poderia ser decisivo para a seleção uruguaia ao fazer os dois gols do título: Atlético de Madrid 2 x 1 Fulhan.

Diego Folán comemora o gol do título da Europa League 2009/2010!

O Uruguai de Oscar Tabárez sentiu a falta de um jogador habilidoso para armar o meio de campo. A solução encontrada pelo técnico foi recuar Diego Forlán e assim jogar com três atacantes quando tivesse a posse de bola. Forlán, aos 31 anos, recuava para armar as jogadas e ainda corria para a área na tentativa de concluir o lance.

Mesmo sacrificado pelo esquema tático, Diego fez cinco gols na Copa do Mundo e está entre os principais artilheiros do mundial. Resta torcer para que nem Sneijder e nem Villa balancem a rede hoje: Diego Forlán merece sair da Copa do Mundo com um prêmio da Fifa.

Aos 48 do 2º tempo, Forlán manda a Jabulani no travessão: fim do sonho!

Ficha técnica:

Uruguai 2 X 3 Alemanha

Uruguai: Muslera, Fucile, Lugano, Godín e Cáceres; Pérez (Gargano), Arévalo Rios e Maxi Pereira; Forlán, Suárez e Cavani (Loco Abreu)

Técnico: Oscar Tabárez

Alemanha: Butt, Boateng, Mertesacker, Friedrich e Aogo; Khedira, Schweinsteiger, Müller e Özil (Tasci); Jansen (Kroos) e Cacau (Kiessling)

Técnico: Joachim Löw

Gols do Uruguai: Cavani, aos 28 da etapa inicial, e Forlán, aos 5 minutos da etapa final

Gols da Alemanha: Müller, aos 19 minutos iniciais. Jansen, aos 11, e Khedira, aos 37 do segundo tempo

Estádio: Nelson Mandela Bay, em Porto Elizabeth / Público: 36.254

Data/hora: 10/07/2010 – 15h30m (de Brasília)

Árbitro: Benito Archundia (MEX)

Auxiliares: Hector Vergara (CAN) e Marvin Torrentera (MEX)

Cartão Amarelo: Aogo, Cacau e Friedrich (ALE); Pérez (URU)

Alemanha repete campanha de 2006 e fica com a terceira colocação!

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: