Espanha se impõe e joga como favorita ao título!

Gooooooooooooooooooooooool de David Villa! É da Espanha!

Com cinco minutos de bola rolando no Green Point, na Cidade do Cabo, o goleiro Eduardo já estava ofegante em campo e gritando enlouquecido com a zaga portuguesa. O técnico Carlos Queiroz decidiu usar contra a Espanha, numa partida de oitavas de final, a mesma tática utilizada contra a Costa do Marfim, na primeira rodada da fase de grupos, e contra o Brasil, no jogo anterior, ou seja, jogar na retranca e dar chutões para a corrida de Cristiano Ronaldo, o mega-star-craque-interplanetário-português-lusitano.

Nos dois jogos o placar foi o mesmo: zero a zero. Será que Queiroz planejava decidir a vaga nos pênaltis? Seria Eduardo um novo Dida ou um Taffarel luso? Jamais saberemos. Os portugueses conseguiram empatar na estreia, em partida normalmente nervosa, quando as equipes estudam mais do que atacam, e não podemos nos esquecer que Drogba ainda recuperava a forma física depois da lesão no braço. O empate entre Brasil e Portugal era bom para as duas equipes: os brasileiros ficariam com o primeiro lugar no grupo e os portugueses garantiriam a classificação. Foi um empate amistoso.

Cristiano Ronaldo x David Villa: o português não deu nem para a saída!

Os espanhóis estavam devendo uma boa exibição na Copa do Mundo e Portugal se mostrou o adversário perfeito! Deixar a Espanha dominar o meio de campo, trocar passes sem ser incomodada e ditar o ritmo do jogo é suicídio, mas o técnico português confiava no seu sistema defensivo, que estava invicto até então no mundial, para deter o ímpeto espanhol.

Iniesta, Xabi Alonso e Xavi tiveram total liberdade para armar as jogadas e municiar o ataque formado por Fernando Torres e David Villa. E essa liberdade resultou na taquicardia do goleiro Eduardo que foi obrigado a fazer três defesas sensacionais em menos de dez minutos de jogo! O primeiro tempo foi marcado pela pressão espanhola, pelas defesas de Eduardo e pela inoperância do ataque português.

Essa não deu para Eduardo: Villa estufa as redes portuguesas

Na segunda etapa, o panorama não mudou e Cristiano Ronaldo começou a dar um show de displicência e narcisismo. O portuguesinho fica mais tempo olhando para o telão e ajeitando o topete do que preocupado em jogar bola.

Uma verdadeira diva dos campos de futebol! O craque Heleno de Freitas teria vergonha de ver um jogador assim! Cristiano Ronaldo mostrou nesta Copa do Mundo que é bom no Playstation, nos comerciais da Nike, ou como dizemos no Aterro do Flamengo: “Jogador de play, garoto de condomínio!”

"Levanta daí, garoto! Vai fazer o dever de casa! Anda!"

David Villa ensinou como se deve jogar uma partida de mata-mata numa Copa do Mundo! Não fosse a intervenção do goleiro Eduardo em três ou quatro oportunidades, Villa já seria o artilheiro isolado do mundial. O arqueiro português obrigou o time de Vicente Del Bosque a se superar e valorizou a conquista espanhola.

Villa precisou chutar duas vezes antes de anotar o gol da classificação da Espanha. No fim, um patético Carlos Queiroz mandava em vão a seleção lusitana avançar e nem a entrada de Liedson e Danny resultaram em perigo para Casillas.

Jogadores espanhóis comemoram o gol de Villa, o gol da classiciação!

Cristiano Ronaldo nem chegou a sujar o uniforme ou a desmanchar o topete. Ele poderia ir direto para o estúdio gravar um comercial: só assim para ficar bem na fita! Ah, será que ele foi escolhido o melhor jogador da partida pela Fifa?

"Sujou a camisa brincando com os amigos? Já pro banho, menino!"

Ficha técnica:

Espanha 1 X 0 Portugal

Espanha: Casillas, Sergio Ramos, Puyol, Piqué e Capdevila; Busquets, Xabi Alonso (Marchena), Xavi e Iniesta; Torres (Llorente) e Villa (Pedro)

Técnico: Vicente del Bosque

Portugal: Eduardo, Ricardo Costa, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Coentrão; Pepe (Pedro Mendes), Tiago e Raul Meireles; Simão (Liedson), Hugo Almeida (Danny) e Cristiano Ronaldo

Técnico: Carlos Queiroz

Gol da Espanha: David Villa, aos 17 minutos da etapa final

Estádio: Green Point, em Cidade do Cabo / Público: 62.955

Data/hora: 29/06/2010 – 15h30m (de Brasília)

Árbitro: Hector Baldassi (ARG)

Auxiliares: Ricardo Casas (ARG) e Hernán Maidana (ARG)

Cartão Amarelo: Xabi Alonso (ESP); Tiago (POR)

Cartão Vermelho: Ricardo Costa (POR)

Torcida espanhola acredita na conquista da Copa do Mundo 2010!

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , ,

4 Respostas to “Espanha se impõe e joga como favorita ao título!”

  1. Marcos Vinicius Says:

    Larissa Riquelme a musa da copa: http://musasfutebol.blogspot.com/2010/06/larissa-riquelme-musa-paraguaia.html

  2. andré Says:

    muito boa a parte do Ronaldo

    • christianjafas Says:

      Ele poderia ter decidido o jogo para Portugal, mas parece ser um jogador muito imaturo.

      Peladeiro. Estilo arrogante como o Acaju.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: