Honda acelera e classifica o Japão!

Ninguém conseguiu segurar o veloz Honda!

Com uma atuação excelente do atacante Honda, a seleção japonesa protagonizou uma das melhores exibições no mundial, derrotou a Dinamarca e se garantiu nas oitavas de final com todo mérito. Uma vitória a ser comemorada pelo técnico japonês Takeshi Okada, que mesmo precisando apenas de um simples empate, mandou sua equipe atacar desde o inicio do jogo. A seleção dinamarquesa de Rommedahl e Bendtner foi uma das boas surpresas do mundial, mas não conseguiu segurar o ímpeto dos atacantes japoneses.

Dois belos jogos nas oitavas de final:

Holanda x Eslováquia = segunda, 28/06, 11h

Paraguai x Japão = terça, 29/06, 11h

Abre o olho, rapaz! A seleção japonesa está classificada!

Ficha técnica:

Japão 3 X 1 Dinamarca

Japão: Kawashima; Komano, Nakazawa, Tulio Tanaka e Nagatomo; Abe, Matsui (Okazaki), Endo (Inamoto), Hasebe; Honda e Okubo (Konno)

Técnico: Takeshi Okada

Dinamarca: Sorensen; Jacobsen, Agger, Kroldrup (Larsen), Simon Poulsen; Christian Poulsen, Jorgensen, Kahlenberg (Eriksen); Rommedahl, Tomasson e Bendtner

Técnico: Morten Olsen

Gols do Japão: Honda, aos 17, e Endo, aos 29 minutos iniciais, e Okazaki, aos 42 do segundo tempo

Gol da Dinamarca: Tomasson, aos 35 minutos do segundo tempo

Estádio: Royal Banfokeg, em Rustemburgo

Data/hora: 24/06/2010 – 15h30m (de Brasília)

Árbitro: Jerome Damon (RSA)

Auxiliares: Celestin Ntagungira e Enock Molefe (RSA)

Cartão Amarelo: Endo, Nagatomo (JAP), Kroldrup, Bendtner (DIN)

Festa holandesa e mais uma decepção para Eto'o

Camarões se despede do mundial com derrota

Uma participação para ser apagada da memória do torcedor camaronês. Uma atuação ridícula e arrogante de uma seleção que se mostrou um amontoado de bons jogadores e sem nenhum compromisso. Não foram essas as críticas do ídolo Roger Milla?

A derrota por 1 a 0, para o Japão, na primeira rodada, era o anúncio do desastre que acabou sendo confirmado, após nova derrota, desta vez para a Dinamarca, por 2 a 1 e de virada. O jogo contra a Holanda valia a honra de Camarões e de Samuel Eto’o, autor dos únicos gols camaroneses no mundial, mas que não fez nenhuma partida brilhante. A chance foi perdida, mais uma vez.

Sem motivos para comemorar: gol de Eto'o não evita derrota na despedida

Samuel Eto’o disputa com Milla o posto de maior nome do futebol camaronês e uma Copa do Mundo no continente africano era a oportunidade que o jogador do Inter de Milão sonhava. Eto’o, de 29 anos, estava em seu terceiro mundial, antes jogou em 98 e 2002, e nunca conseguiu levar Camarões para as oitavas de final, sempre ficando na fase de grupos. O inédito Ouro Olímpico em Sidney 2000 é o maior trunfo de Eto’o que venceu duas vezes a Copa das Nações Africanas em 2000 e 2002.

Momento histórico: o gol da vitória sobre a Colômbia em 90

Roger Milla jogou na Espanha 82 (ficou na fase de grupos) e voltou com Camarões para o mundial de 90 quando encantou o mundo com gols e dribles desconcertantes. A seleção camaronesa ficou em 1º lugar no Grupo B que tinha Argentina, URSS e Romênia. Milla marcou os dois gols da vitória de 2 a 1 sobre a Colômbia nas oitavas de final e Camarões só foi cair nas quartas de final, diante da Inglaterra, na prorrogação, por 3 a 2, num dos melhores jogos do mundial. Nunca uma seleção africana foi tão longe numa Copa do Mundo, terminado na sétima colocação.

Em 94, nos Estados Unidos, Camarões não passou da fase de grupos, mas com o gol feito na derrota para a Rússia por 6 a 1, Roger Milla, aos 42 anos, entrou para a história como o jogador mais velho a marcar gols em mundiais. Milla ainda foi bicampeão da Copa das Nações Africanas em 1984 e 1988 e por tudo que fez pelo futebol do continente é chamado de “Excelência” pelos camaroneses.

Roger Milla, aos 42 anos, comemora um gol em Copa do Mundo!

Classificação do Grupo E:

Seleção Pontos Jogos Vitória Empate Derrota GP GC Saldo
Holanda 9 3 3 0 0 5 1 4
Japão 6 3 2 0 1 4 2 2
Dinamarca 3 3 1 0 2 3 6 -3
Camarões 0 3 0 0 3 2 5 -3

Ficha técnica:

Camarões 1 X 2 Holanda

Camarões: Souleymanou, Assou Ekotto, Nkoulou (Song), Mbia e Geremi; Nguemo, Chedjou, Bong (Aboubakar) e Makoun; Eto’o e Choupo Moting (Idrissou)

Técnico: Paul Le Guen

Holanda: Stekelenburg, Boulahrouz, Heitinga, Mathijsen e Van Bronckhorst; De Jong, Van Bommel e Sneijder; Van der Vaart (Robben), Van Persie (Huntelaar) e Kuyt (Elia)

Técnico: Bert van Marwijk

Gol de Camarões: Eto’o, aos 18 minutos iniciais

Gols da Holanda: Van Persie, aos 35 minutos do primeiro tempo, e Huntelaar, aos 38 da etapa final

Estádio: Green Point, Cidade do Cabo

Data/hora: 24/06/2010 – 15h30m (de Brasília)

Árbitro: Pablo Pozo (CHI)

Auxiliares: Patrício Basualto e Francisco Mondria (CHI)

Cartão Amarelo: Nkoulou e Mbia (CAM) Kuyt, Van Bronckhorst e Van der Vaart (HOL)

Torcedores holandeses confiantes no título mundial em 2010!

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: