Paraguai mostra bom futebol e lidera Grupo F

Paraguai muito próximo da classificação

Antes do início do mundial, a imprensa esportiva era só elogio aos times europeus e suas estrelas milionárias, mas após 27 jogos e muitas decepções, as lentes das máquinas fotográficas começam a mirar as equipes sul-americanas.

Brasil e Argentina sempre entram em qualquer competição futebolística como favoritos, mesmo quando não estão atravessando boa fase, mas no passado essa equação também era aplica ao Uruguai que já foi bicampeão olímpico e mundial na primeira metade do século XX.

O Paraguai não tem essa projeção internacional, mas está disputando o quarto mundial seguido e exporta jogadores para as principais ligas européias. A seleção chilena teve uma bela geração comandada por Marcelo Salas e Ivan Zamorano no mundial da França, em 98, quando foi eliminada pelo Brasil nas oitavas.

Agora, o atual selecionado chileno quer repetir a façanha da dupla Sa-Za e, se conseguir, todos os sul-americanos estarão classificados para a próxima fase da Copa do Mundo. Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai já estão pavimentando o caminho e esperando pelo Chile.

O argentino Lucas Barrios defende a seleção paraguaia

Ficha técnica:

Paraguai 2 X 0 Eslováquia

Paraguai: Villar; Bonet, Da Silva, Alcaraz e Morel; Caceres, Vera e Riveros; Valdez (Torres), Santa Cruz e Barrios (Cardozo)

Técnico: Gerrardo Martino

Eslováquia: Mucha, Pekarik, Skrtel, Salata (Stoch) e Durica; Streba, Hamsik, Kozak e Weiss; Sestak (Holosko) e Vitek

Técnico: Vladimir Weiss

Gols do Paraguai: Vera, aos 28 minutos iniciais, e Riveros, aos 41 do segundo tempo

Estádio: Free State, em Bloemfontein

Data/hora: 20/06/2010 – 8h30m (de Brasília)

Árbitro: Eddy Maillet (SEY)

Auxiliares: Evarist Menkopuande (CMR) e Bechir Hassani (TUN)

Cartão Amarelo: Durica, Sestak, Weiss (ESL) e Vera (PAR)

Gol? Só de pênalti. Time italiano vê classificação ameaçada!

Itália não encontra o caminho do gol e fica no empate

Sem Pirlo, que se recupera de lesão, o time italiano coleciona nova decepção na Copa do Mundo 2010. Os Italianos não se gabam de jogar um futebol ofensivo, mas contra a Nova Zelândia foram 23 chutes disparados contra a meta defendida por Paston, e apenas aos 28 minutos, depois da marcação de um pênalti, a Itália conseguiu balançar as redes da poderosa Nova Zelândia.

A atual campeã do mundo não entendeu que um novo mundial começou e, com ou sem Pirlo, a Itália precisa de uma vitória, mesmo que por 1 a 0, na última rodada contra a Eslováquia.

Zambrotta envergonhado após perder outra chance clara de gol

Classificação do Grupo F:

Seleção Pontos Jogos Vitória Empate Derrota GP GC Saldo
Paraguai 4 2 1 1 0 3 1 2
Itália 2 2 0 2 0 2 2 0
Nova Zelândia 2 2 0 2 0 2 2 0
Eslováquia 1 2 0 1 1 1 3 -2

Ficha técnica:

Itália 1 X 1 Nova Zelândia

Itália: Marchetti; Zambrotta, Chiellini, Cannavaro e Criscito; Pepe (Camoranesi), De Rossi, Montolivo e Marchisio (Pazzini); Iaquinta e Giladirno (Di Natale)

Técnico: Marcelo Lippi

Paston; Reid, Nelsen, Smith e Vicelich; Lochhead, Elliot, Bertos e Fallon (Chris Wood); Smeltz e Killen (Barron)

Técnico: Ricki Herbert

Gol da Itália: Iaquinta, aos 28 minutos do primeiro tempo

Gol da Nova Zelandia: Smeltz, aos sete minutos iniciais

Estádio: Nmombela em Nelspruit

Data/hora: 20/06/2010 – 11h (de Brasília)

Árbitro: Carlos Bartres (GUA)

Auxiliares: Leonel Leal (Costa Rica) e Carlos Pastrana (Honduras)

Cartão Amarelo: Smith, Nelsen e Fallon (NZL)

Vai rezando, vai rezando! Montolivo lembra que o Papa fica em Roma!

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: