Foi a Inglaterra quem inventou o futebol?

Jogo feio, sem inspiração, bolas alçadas na área, passes errados… Esse é o futebol mostrado pela Argélia? Não, essa descrição é perfeita para representar o time da Inglaterra no confronto de hoje contra os argelinos, no belo estádio Green Point, na Cidade do Cabo, em jogo válido pela segunda rodada do Grupo C.

Parte da imprensa inglesa atribuiu o empate, na estreia, contra os Estados Unidos apenas a falha do goleiro Green, mas e agora depois do novo tropeço? Fábio Capello olhava da direita pra esquerda, de cima pra baixo e não como arrumar a equipe. Integrante da comissão técnica, David Beckham, sentado no banco de reservas, deveria estar louco para entrar em campo.

Capitão Gerrard correu muito, mas não conseguiu ser objetivo

Os ingleses contavam com astros milionários do futebol mundial como Rooney, Gerrard, Ashley Cole, John Terry e Frank Lampard, mas os valores individuais não formaram um time de futebol e o que se viu no Green Point foi um bando tentando jogar futebol.

A equipe argelina defendeu sem apelar para faltas e ainda conseguiu assustar o goleiro inglês em bons arremates de fora da área. Sorte dos ingleses que o frangueiro, ou melhor, goleiro Green foi barrado por Capello.

A Inglaterra terá a última chance de mostrar porque foi apontada pela imprensa como favorita ao título, na terceira e decisiva rodada contra a poderosa Eslovênia. O Grupo C está totalmente aberto e até a Argélia tem possibilidades de classificação.

Torcedores da Argélia acreditam na classificação

Ficha técnica:

Inglaterra 0 X 0 Argélia

Inglaterra: James; Johnson, Carragher, Terry e Ashley Cole; Barry (Crouch), Lampard, Lennon (Wright-Phillips) e Gerrard; Rooney e Heskey (Defoe)

Técnico: Fabio Capello

Argélia: M’Bolhi; Bougherra, Halliche e Yahia; Kadir, Yebda (Mesbah), Lacen e Belhadj; Boudebouz (Abdoun), Ziani (Guedioura) e Matmour

Técnico: Rabah Saadane

Estádio: Green Point, Cidade do Cabo / Público: 64.100 pessoas

Data/hora: 18/06/2010 – 8h30m (de Brasília)

Árbitro: Ravshan Irmatov (UZB)

Auxiliares: Rafael Ilyasov (UZB) e Bakhadyr Kochkarov (KGZ)

Cartão Amarelo: Carragher (ING) e Lacen (AGL)

Arbitragem anula erradamente gol da virada norte-americana!

A Eslovênia venceu a Argélia na primeira rodada, quase no fim do jogo, contando com um frangaço do goleiro argelino e assumiu a ponta da tabela de forma surpreendente. E foi com uma atuação surpreendente que os eslovenos foram para o intervalo com uma vitória de 2 a 0 sobre os norte-americanos – o que praticamente garantiria a classificação antecipada para as oitavas de final da competição.

É impossível saber qual foi o tom da conversa no vestiário ou o que o técnico Matjaz Kek pediu aos jogadores, mas o certo é que a equipe voltou desinteressada e apática para a segunda etapa. Donovan precisou de apenas 120 segundos para deixar os eslovenos enlouquecidos ao diminuir para os Estados Unidos. A Eslovênia se trancou na defesa e só saia através de chutões, o jogo passou a ficar lento e feio.

Goooooooooooooool dos Estados Unidos!

Apostando numa falha da defesa adversária, Bob Bradley encheu o time de atacantes e mandou jogar bola na área. A tática deu resultado e o filho do cara, Michael Bradley, provou que não está na seleção apenas por nepotismo e deixou todo igual.

A pressão norte-americana acabaria premiada com a vitória se o árbitro de Mali – e lá tem futebol? – Koman Coulibaly não tivesse inventado o famoso “perigo de gol” e anulado um gol legítimo de Maurice Edu. Frustração norte-americana, mas com a certeza de que a classificação é possível.

Michael Bradley emenda de bico e empata a partida

Classificação do Grupo C:

Seleção Pontos Jogos Vitória Empate Derrota GP GC Saldo
Eslovênia 4 2 1 1 0 3 2 1
EUA 2 2 0 2 0 3 3 0
Inglaterra 2 2 0 2 0 1 1 0
Argélia 1 2 0 1 1 0 1 -1

Ficha técnica:

Estados Unidos 2 X 2 Eslovênia

Estados Unidos: Howard; Cherundolo, Demerit, Onyewu (Gomez) e Bocanegra; Torres (Feilhaber), Bradley, Donovan e Dempsey; Altidore e Findley (Mo Edu)

Técnico: Bob Bradley

Eslovênia: Handakovic; Brecko, Suler, Cesar e Jokic; Koren, Radosavljevic, Birsa (Dedic) e Kirm; Ljubijankic (Pecnik) (Komac) e Novakovic

Técnico: Matjaz Kek

Gols dos Estados Unidos: Donovan, aos dois, e Bradley, aos 36 minutos do segundo tempo

Gols da Eslovênia: Birsa, aos 12, e Ljubijankic, aos 41 minutos da etapa inicial

Estádio: Ellis Park, Joanesburgo

Data/hora: 18/06/2010 – 11h (de Brasília)

Árbitro: Koman Coulibaly (MLI)

Auxiliares: Redouane Achik (MAR) e Inácio Cândido (ARG)

Cartão Amarelo: Cesar, Suler, Kirm, Jocik (ESN) e Findley (EUA)

A Eslovênia comemorou cedo demais e acabou dançando no fim

Anúncios

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

6 Respostas to “Foi a Inglaterra quem inventou o futebol?”

  1. Koln Says:

    Incredible story

  2. christianjafas Says:

    Yes, but it’s true!

  3. Agostinho Chiaqui Bulula Says:

    quero mesmo saber quem eventou o futebol sera que é a Inglaterra

  4. karol Says:

    que idiotisse viu!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: